• Avatar do usuário
#81371
A evasão escolar no Brasil pós pandemia é um problema social antigo e recorrente, já que vários fatores como baixo uso das tecnologias e as dificuldades financeiras têm contribuído para esse quadro. Porém no contexto pós pandêmico o impasse se agravou ainda mais em decorrência do isolamento social, que por sua vez, levou também ao distanciamento do ambiente escolar, fazendo com que diversos estudantes que não tem acesso a internet encontrassem dificuldades para estudar.

De acordo com a Pesquisa do Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), mostra que 24% dos estudantes de 15 a 18 anos que geralmente cursam o Ensino Médio pensaram em desistir logo após o fim do isolamento social. Além da desmotivação em relação às atividades, a falta de interesse das escolas em implementar novas tecnologias nas salas de aulas, a falta de acesso a internet têm sido alvo de frustração dos estudantes. Segundo dados da PNAD mostrou que 39% das escolas públicas urbanas afirmaram não ter computador, e 21% têm acesso à internet pelo celular.

Além disso, milhares de famílias perderam seus empregos, conforme no último levantamento sobre desemprego feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre novembro de 2020 e janeiro de 2021, o país tinha 14,3 milhões de desempregados. Esse número, além de ser o maior para o período desde 2012 (quando o IBGE começou a fazer essa pesquisa específica), equivale a mais do que o total de habitantes da cidade de São Paulo, a maior do país. A prova disso foi que durante o avanço da pandemia, 86% dos brasileiros afirmaram que tiveram suas finanças completamente prejudicadas devido à crise sanitária. De forma que as famílias tiveram que buscar escolas com opções de matrículas mais baratas.

Dessa forma é necessária a mobilização de certos agentes implicados na evasão escolar no Brasil pós pandemia. Portanto, o governo deve implementar novos programas sociais para os estudantes pra aqueles que possuem dificuldade financeira e não tem acesso a internet, por intermédio do Ministério da Educação. Como resultado dessa nova perspectiva, os pais teriam oportunidade de não pagar nenhuma mensalidade escolar, e os estudantes terminarem os seus estudos com acesso a internet dentro da escola e fora.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A constituição federal de 1988, prev[…]

Invisibilidade e registro civil

A despeito de todo progresso científico e h[…]

A despeito de todo progresso científico e h[…]

O caso da xenófoba no brasil

A xenofobia é um problema não so loc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM