Avatar do usuário
Por batfxme
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#122557
Na produção cinematográfica norte-americana “Um Senhor Estagiário”, acompanhamos o protagonista, um senhor chamado Ben Whitakker, que após muitos anos aposentado resolve ingressar novamente no mercado de trabalho, e assim, enfrenta desafios devido a sua idade. Outrossim, grande parte da população brasileira enfrenta o etarismo, nome dado ao preconceito relacionado à idade, configurando uma chaga social. Dessa forma, nota-se, o aumento da expectativa de vida e o preconceito histórico sofrido pelo grupo.
Em primeiro plano, é necessário ressaltar que a intitulada “Década do Envelhecimento Saudável”, período em que vivemos, é um momento onde a vida tem uma expectativa cada vez maior. A esse respeito, o filósofo Platão afirma que “O importante não é viver, mas viver bem”. Desse modo, é de suma importância na atualidade, que todos tenham plena dignidade em seu envelhecimento, sendo essencial um aumento na qualidade de vida para a população cada vez mais idosa. Nesse viés, enquanto a população mais velha de nosso país não tiver o apoio necessário, continuaremos convivendo com a mazela.
Ademais, outro fator responsável pelo etarismo no Brasil, deve-se à sua herança histórica. Na era Vitoriana, os idosos eram considerados enfermos à sociedade, sendo assim considerados causadores de despesas desnecessárias. De fato, atualmente, o grupo é visto por muitos como um fardo, apenas por reivindicar seus direitos assegurados pelo governo, tais como a aposentadoria. Dessa forma, torna-se necessário que seja feita uma intervenção de modo a inserir todo o âmbito coletivo no mesmo plano social.
Fica evidente, portanto, que o preconceito contra idosos, postula o desejo de uma sociedade unida e igualitária. Nesse contexto, cabe ao Governo Federal, órgão responsável pelos direitos da população, reformular o estatuto do idoso, de modo a incrementar a sua qualidade de vida e de lhe fornecer todos os seus direitos assegurados por lei. Desse modo, nossa sociedade promoverá a inclusão de todas as faixas etárias, contrariando o etarismo sofrido por Ben Whitakker.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

A Constituição Federal de 1988 assegura a todos os[…]

O artigo 4 da Declaração Universal dos Direitos Hu[…]

alguém poderia por favor corrigi-la? @Lauany25 @M[…]

O programa televisivo "Catalendas" con[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!