Avatar do usuário
Por anaclaram10
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#123624
Karl Marx, sociólogo alemão, afirma que a desigualdade social é consequência de classes dominantes, que utilizam da miséria causada pelas diferenças políticas, culturais e econômicas entre a população para manter privilégios sobre a classe dominada. De maneira análoga, percebe-se que o etarismo na atualidade é resultado de um grupo considerado superior - jovens ou pessoas com menos de 60 anos - que passa a discriminar os mais velhos. Isso acontece, não só pelo preconceito enraizado na sociedade, como pela falta de acessibilidade para melhorar a qualidade de vida desses idosos. Logo, é preciso de medidas para combater o etarismo no cenário brasileiro.
Em primeira análise, verifica-se a importância em compreender que os estereótipos criados para incapacitar pessoas idosas é um dos entraves para solucionar o estigma. Nesse sentido, a saga de livros “Crepúsculo” retrata o medo da personagem principal, Bella Swan, em envelhecer, uma vez que estará “ultrapassada” para viver um romance. Diante disso, é notório a semelhança entre a obra literária e a visão dos jovens quanto à terceira idade, acreditando que não são mais ativos e capazes de ter novas experiências. Em síntese, é essencial a quebra desses estigmas para uma sociedade livre de discriminações.
Em segunda análise, outro fator a ser destacado é a ausência de estrutura para a promoção de idosos mais conectados socialmente, haja vista que são alvos de preconceitos e estereótipos, o fato de não possuírem um espaço ideal para realizar seus lazeres comuns é uma confirmação que são vistos como “inativos” pela sociedade. Sob essa ótica, o Estatuto do Idoso, lei que garante a proteção dos direitos de pessoas com idade, deve assegurar a prática da garantia à vida, à saúde, à liberdade e ao respeito. Sendo assim, a lacuna poderá ser preenchida com a inclusão dessa minoria.
Portanto, em virtude dos fatos mencionados, cabe ao Ministério dos Direitos Humanos desenvolver ações protetivas e reparadoras por meio da construção de ambientes adequados para receber pessoas idosas, bem como palestras educativas em locais de trabalho, escolas e praças públicas a fim de estimular o lazer da terceira idade e combater o preconceito ao mesmo tempo. Dessa forma, a ideia de desigualdade social proposta por Marx não será mais uma realidade no Brasil.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

A Constituição Federal de 1988 assegura a todos os[…]

O artigo 4 da Declaração Universal dos Direitos Hu[…]

alguém poderia por favor corrigi-la? @Lauany25 @M[…]

O programa televisivo "Catalendas" con[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!