• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por Magali09
#73806
É crescente no contexto histórico atual, o debate sobre quais critérios devem ser considerados quando se refere ao estupro no Brasil. A questão da cultura do estupro teve sua origem na década de 70 pelas feministas americanas (elas reuniam-se para debater e acabar com esse mal) e essa violência pode ser entendida como a exploração sexual que ocorre sem consentimento da vítima, minimizando seus valores. Nesse âmbito, há dois fatores que não podem ser negligenciados, em razão do elevado índice de crianças e adolescentes serem notificados como principais vítimas e esse crime, em geral, não comparece ao consentimento da polícia.
Em primeira análise, cabe pontuar que essa violência sexual é explorada silenciosamente e sem consentimento da vítima. Lamentavelmente, menores de idade são as principais vítimas de abuso sexual. Comprova-se isso através de uma pesquisa feita pelo instituto de pesquisa econômica aplicada (IPEA) no ano de 2011, que mostrou que 70% das vítimas de estupros são crianças e adolescentes, pois a maior parte do estupro acontece em casa ou entre pessoas da mesma família. As vítimas costumam ser frágeis, inocentes, fracas não apresentam resistência para fugir durante o abuso sexual. Por outro lado, principalmente quando a vítima é adolescente a sociedade tende a culpa-lá pelo abuso sexual por meio do seu comportamento, pelas suas vestimentas, pela sua condição de vida.
Ademais convém frisar, que é um crime pouco notificado, e infelizmente, mínimo casos resultam na condenação do agressor. O motivo pela qual a vítima não reporta que vivenciou estupro às instituições policiais é devido ao medo de sofrerem represálias, pois o tremor é constante de ser espancada ou violentada novamente. Uma prova disso, está nos dados do nono anuário brasileiro de securitária pública que aprovou que somente 35% casos foram notificados pela polícia. Diante disso, percebe-se que é de suma importância que às delegacias se adaptem melhor para receber as vítimas de estupro.
Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse sobre o abuso sexual. O Ministério da Saúde deveria promover campanhas midiáticas nas escolas, pois a educação deve vir desde cedo, ministradas por professores e profissionais da área da saúde, conscientizando os alunos sobre a existência dessa violência e seus riscos atualmente, através de palestras abordando que existe leis que darão amparo as vítimas, e se alguém é vítima dessa violência ou conhece alguém que está sofrendo abuso deve logo denunciar pelo disque 100 e comparecer imediatamente na delegacia para que eles possam colocar o agressor atrás das grades. Além disso, o poder Legislativo em parceria com a brigada militar devem instituir punições mais severas, como, por exemplo: um aumento real das penas para que os condenados fiquem efetivamente segregados por longos períodos dentro na prisão, de modo a transmitir justiça para confortar as vítimas do estupro. Assim o Brasil será referência mundial na prevenção do abuso sexual.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

JoaoPedro72 , qual dica você me daria para[…]

Sua redação ficou muito boa, mas pec[…]

Seu texto ficou muito bom, mas busque entender sob[…]

1-poucos erros gramaticais, você escreve b[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM