Avatar do usuário
Por 12345698
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#112019
Em uma de suas afirmações Virginia Wolf conclui: "É mais difícil matar um fantasma do que uma realidade”. Esse preceitos assemelha-se a luta cotidiana á escravidão contemporânea. Visto que cada vez mais casos de trabalho com baixa ou nenhuma remuneração estão latentes no século XXI. Dessa maneira é evidente que a problemática se desenvolve não só devido à nossa cultura histórica, mas também aos preconceitos existentes.
Em primeiro plano deve-se voltar ao passado, e entender que a escravidão contemporânea é reflexo dos quase 400 anos de mão de obra negra e indígena não assalariada no Brasil. Tais conhecimentos acarretam para que a pessoa negra não seja tão presente no âmbito social, no mercado de trabalho, em ensinos superiores, atuações cinematográficas e televisivas, premiações, entre outros. A marginalização é a realidade de muitos, fazendo com que procurem empregos de baixa renda e moradias inapropriadas.
“Em 2021 uma senhora de 60 anos é encontrada acorrentada com sinais de maus tratos e má alimentação no Amazonas”, tal matéria foi publicada no canal de comunicação GSHOW. Trazendo a tona essa barbaridade, que muitos vizinhos velaram durante anos, por acreditarem ser o certo a se fazer, colocando os moradores com uma cumplicidade á esse tipo de atitude recorrente por décadas.
Portanto, para que ocorra uma mudança na realidade brasileira é de suma importância que o Ministério da Justiça a par com o Ministério da Defesa averigue com propriedade casos como o relatado acima, criando um sistema de combate. Em conjunto com a mídia, principal canal comunicativo atual, para propagandas televisivas em campanhas de conscientização a escravidão contemporânea. A partir dessas ações espera-se promover uma melhora no que tange a problemática na sociedade brasileira.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido adequadamente, porém de forma previsível, com pouco avanço em relação ao senso comum ou, embora o texto demonstre domínio adequado do tipo textual exigido, a progressão textual apresenta algum problema.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula de forma mediana as partes do texto com inadequações ou alguns desvios e apresenta repertório pouco diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma insuficiente, proposta de intervenção relacionada ao tema, sem clareza, ou não articulada com a discussão desenvolvida no texto.

Avatar do usuário
Por Everson
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#112020
Em uma de suas afirmações, Virginia Wolf conclui: " É mais difícil matar um fantasma do que uma realidade”. Esses preceitos, assemelha-se a luta cotidiana à escravidão contemporânea. Visto que cada vez mais casos de trabalho com baixa ou nenhuma remuneração estão latentes no século XXI. Dessa maneira, é evidente que a problemática se desenvolve não só devido à nossa cultura histórica, mas também aos preconceitos existentes.

Em primeiro plano deve-se voltar ao passado, e entender que a escravidão contemporânea é reflexo dos quase 400 anos de mão de obra negra e indígena não assalariada no Brasil. Tais conhecimentos acarretam para que a pessoa negra não seja tão presente no âmbito social, no mercado de trabalho, e no ensino superior, atuações cinematográficas e televisivas, premiações, entre outros. A marginalização é a realidade de muitos, fazendo com que procurem empregos de baixa renda e moradias inapropriadas.

“Em 2021 uma senhora de 60 anos é encontrada acorrentada com sinais de maus tratos e má alimentação no Amazonas”, tal matéria foi publicada no canal de comunicação GSHOW. Trazendo a tona essa barbaridade, que muitos vizinhos velaram durante anos, por acreditarem ser o certo a se fazer, colocando os moradores com uma cumplicidade à esse tipo de atitude recorrente por décadas. ( Indaga o fenótipo da pessoa, ficou algo muito vago )

Portanto, para ocorrer uma mudança na realidade brasileira, é de suma importância que o Ministério da Justiça, a par com o Ministério da Defesa, averígue com propriedade casos como o relatado acima, criando um sistema de combate. Em conjunto com a mídia, principal canal comunicativo atual, para propagandas televisivas em campanhas de conscientização a escravidão contemporânea. A partir dessas ações espera-se promover uma melhora no que tange a problemática na sociedade brasileira.

quem faz ? o que faz ? Como faz ? ( Agente + detalhamento )


- Houve erro de vírgula, pontuação e gramatical.
- Singular e plural
Dica : Estuda de maneira separada cada parte da redação.
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
3 Respostas 
326 Exibições
por Mylike
3 Respostas 
2623 Exibições
por Alunaaaamed
0 Respostas 
60 Exibições
por alunagabis
0 Respostas 
66 Exibições
por Lan
3 Respostas 
305 Exibições
por Keilinha
2 Respostas 
236 Exibições
por maydutra
0 Respostas 
223 Exibições
por rafarafa
1 Respostas 
181 Exibições
por isaaclim
1 Respostas 
330 Exibições
por OlrenBeat
0 Respostas 
122 Exibições
por Gigisx

A constituição federal de 1988, docu[…]

[b][/b]De modo geral, captamos que a falta de empr[…]

studymalus

Inegavelmente, a segurança das crianç[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM