Avatar do usuário
Por LuizGustavo7
Quantidade de postagens Amigos
#122718
A constituição de 1988, documento jurídico mais importante do país, prevê em seu artigo 6.°, direitos em diferentes eixos sociais -como à saúde, moradia e educação, por exemplo- como inerente a todo cidadão brasileiro. Conquanto, tal prerrogativa não tem se reverberado com ênfase na prática ao se observar a ausência estatal, dificultando, deste modo, a universalização do combate aos desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil, visivelmente, um descaso. Dessa forma, torna imperiosa a análise dos fatores responsáveis pela falta de seu reconhecimento e direitos básicos.
Em uma análise, segundo a oficial legislação do país, apenas 28 de diversas outras populações foram reconhecidas, deste modo, é inadmissível que este cenário continue a perdurar, em virtude de, nem ao menos estarem registradas. Nesse sentido, confirmando que o governo não cumpre suficientemente sua função perante os desafios para valorização de comunidades e povos tradicionais, portanto, configurando-se como uma violação do "contrato social" ao observar as ideias do filósofo contratualista John Locke.
Ademais, é fundamental apontar a ausência de medidas governamentais -uma negligência estatal- como impulsionar da falta de seus direitos básicos, visto que, infelizmente é cada vez mais evidente no Brasil. Sob esse viés, as ações do poder superior, se não tratadas objetivando a melhoria, contribuirá ainda mais para a desigualdade com estes povos, além de, primeiramente ser necessário a inibição dessa ausência.
Certamente, a falta de reconhecimento e ações governamentais correlação a essas comunidades e povos tradicionais, é um descaso. Portanto, cabe ao Estado, por intermédio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), prestar atendimento via cartas a estas populações, por exemplo, a fim de usufruir dessas informações que compartilharem recorrendo a instituída (PNPCT), visando utilizá-las para a concretização de medidas que contribuam para o equilíbrio social.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

Avatar do usuário
Por Marlonnluis
Quantidade de postagens Amigos
#122778
Muito bom, parabéns😁😁🥰

OBS; coloque um repertório no desenvolvimento 2 também.🙃
1
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
1 Respostas 
166 Exibições
por Hakohito
4 Respostas 
220 Exibições
por LuizGustavo7
0 Respostas 
47 Exibições
por avzsanches
1 Respostas 
170 Exibições
por LuizGustavo7
0 Respostas 
41 Exibições
por IsaHarue
0 Respostas 
38 Exibições
por harreg
0 Respostas 
20 Exibições
por erihh
2 Respostas 
212 Exibições
por Felipe082
0 Respostas 
113 Exibições
por alicia8720
0 Respostas 
47 Exibições
por LuisCGHFC

De acordo com a Constituição Federal[…]

Na canção da cantora brasileira, Mar[…]

Redação para concurso da cesgranri[…]

Paradigma do cuidado invisível

O art. 5°, I, da Constituição Fe[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM