Linha do tempo 1998-2019
  • Avatar do usuário
#1988
INSTRUÇÕES:
  • O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.
  • O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
  • A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.
    Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a redação que:
  • tiver até 7 (sete) linhas escritas, sendo considerada "texto insuficiente".
  • fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo.
  • apresentar proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos.
  • apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.
TEXTO I
Ascendendo à condição de trabalhador livre, antes ou depois da abolição, o negro se via jungido a novas formas de exploração que, embora melhores que a escravidão, só lhe permitiam integrar-se na sociedade e no mundo cultural, que se tornaram seus, na condição de um subproletariado compelido ao exercício de seu antigo papel, que continuava sendo principalmente o de animal de serviço. […] As taxas de analfabetismo, de criminalidade e de mortalidade dos negros são, por isso, as mais elevadas, refletindo o fracasso da sociedade brasileira em cumprir, na prática, seu ideal professado de uma democracia racial que integrasse o negro na condição de cidadão indiferenciado dos demais.
RIBEIRO, D. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras. 1995 (fragmento)
TEXTO II
LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989
Define os crimes de resultantes de preconceito de raça ou de cor
Art 1º – Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminalização ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.
Disponível em www.planalto.gov.br. Acesso em 25 de maio de 2016 (fragmento)
TEXTO III
enem 2016 segunda aplicação (caminho para combater o racismo no brasil).png
enem 2016 segunda aplicação (caminho para combater o racismo no brasil).png (97.36 KiB) Exibido 879 vezes
Disponível em www12.senado.leg.br. Acesso 25 maio 2016
TEXTO IV
O que são ações afirmativas

Ações afirmativas são políticas públicas feitas pelo governo ou pela iniciativa privada com o objetivo de corrigir desigualdades raciais presentes na sociedade, acumuladas ao longo de anos.
Uma ação afirmativa busca oferecer igualdade de oportunidades a todos. As ações afirmativas podem ser de três tipos: com o objetivo de reverter a representação negativa; para promover igualdade de oportunidades; e para combater o preconceito e o racismo.
Em 2012, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por unanimidade que as ações afirmativas são constitucionais e políticas essenciais para a redução de desigualdades e discriminações existentes no país
No Brasil, as ações afirmativas integram uma agenda de combate à herança histórica de escravidão, segregação racial e racismo contra a população negra.
Disponível em www.seppir.gov.br. Acesso em 25 de maio de 2016 (fragmento)

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema "CAMINHOS PARA COMBATER O RACISMO NO BRASIL", apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.
#51448
No livro “O Ódio Que Você Semeia” é retratada a morte de Khalil, um jovem negro que foi assassinado injustamente por um policial que o julgou pela cor. Ao longo da trama, a narrativa revela outros casos de preconceito vividos por Starr (testemunha do crime) e o seu círculo social. Fora da ficção, é fato que a realidade apresentada na obra pode ser relacionada àquela existente no Brasil e que precisa ser combatida: o racismo e suas consequências.
Em primeiro lugar, é importante destacar que o racismo no país é majoritariamente estrutural. Segundo Thomas Hobbes, “o homem é o lobo do homem”, ou seja, seu próprio inimigo. Assim, ao abolir a escravidão, em 1888, não houve preocupação com a inserção dos negros ex-escravos na sociedade, lhes ofertando, por exemplo, um trabalho com melhores condições.
Consequentemente, a sociedade cresce acostumada com a falta de diversidade. Na produção previamente citada, por exemplo, a personagem Starr é a única menina negra estudante em sua escola (privada). Paralelamente, isso também acontece nas instituições brasileiras. Logo, pode-se concluir que há um problema na estrutura social, que não os proporciona as devidas oportunidades.
Portanto, é preciso que o Estado tome providências para combater o quadro atual. Cabe ao governo, por meio de leis, estabelecer quantidade mínima de vagas para pessoas negras em escolas e empresas por todo o território; cabe também, ao poder executivo, garantir que sejam cumpridas as devidas penalizações para aqueles que praticarem atos racistas. Somente assim, será possível uma sociedade mais inclusiva e menos preconceituosa.

De acordo com a teoria do sociólogo Zygmunt[…]

De acordo com dados divulgados pela Organiza&ccedi[…]

desculpa, mandei essa redação novame[…]

Muito se discute sobre doenças mentais, os […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM