Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
Por RodrigoSDS
#51835
Em meio a pandemia do Covid-19, a educação brasileira teve que se reinventar em tempo recorde, a fim de que conseguisse manter os alunos ativos e, ao mesmo tempo, preservar a qualidade da educação. No entanto ao se observar essa problemática, fica claro que vários alunos não conseguem estudar a distância, nesse sentido pode-se afirmar que a a falta de internet na casa de alguns alunos e a falta de interesse dos mesmos contribui para isso.
Sob essa perspectiva, convém enfatizar que no Brasil o EaD não contempla todos os alunos, isso ocorre porque, segundo O Centro de Educação Regional de Desenvolvimento da Sociedade da Informação, 42% dos domicílios brasileiros não possuem acesso à internet. Tal contraste quebra o princípio de isonomia, conceito que perante a lei, afirma que todos os indivíduos são iguais e que não deve-se fazer distinção alguma, porém isso é só na teoria, porque não acontece na prática.
Cabe, destacar, ainda que, a falta de interesse dos alunos em estudar em casa como um fato social. Esse conceito criado pelo sociólogo Émile Durkheim, afirma que valores exteriores e gerais se impõe sobre o sujeito de forma coercitivo. Isso se dá, por exemplo, por meio da mídia, que hora omite informações sobre os desafios e a perspectiva do EaD, acaba que o aluno perde o foco nos estudos por razão de fatores externos, como por exemplo, a falta de aproximação com os professores, a zona de conforto em casa, e pela falta de cobrança da realização das atividades.
Portanto, fica evidente que, é necessário medidas para combater essa problemática. Nesse âmbito, cabe ao Ministério da Educação em parceria com empresas de internet, por meio de instalações de Torres de acesso na áreas mais pobres, para que todos possam ter acesso, e promoção de campanhas motivadores, visando o incentivo aos alunos, afim de implantar esse novo modelo, diferente do que foi em 2020.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A realidade de muitos jovens brasileiros nos dias […]

Ao contrário do que se reverbera na Constit[…]

De modo ficcional, o filme "O Espetacular Hom[…]

Em termos tecnológicos, durante a atual pan[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM