• Avatar do usuário
#67779
No Brasil, cerca de 14 (quatorze) milhões de pessoas são atingidas pela fome, no entanto 22 (vinte e dois) bilhões de calorias são desperdiçadas, sendo 28% (vinte e oito por cento) na produção de alimentos, calorias suficientes para tirar cerca de 11 (onze) milhões de brasileiros da fome, dados cedidos pela FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura). Em 2020, foi aprovada a Lei 14.016, com o objetivo de reduzir o desperdício e incentivar a doação de alimentos, no entanto alguns erros impactam à saúde.
Um dos erros, e desobrigar os estabelecimentos doadores a terem um profissional legalmente habilitado, este que aprovaria se os alimentos estão em condições de serem ingeridos. A falta deste profissional pode acarretar no aumento de doenças de transmissão alimentar ou até na falta de qualidade básica dos alimentos, correndo o risco de serem enviados alimentos que estejam fora do Guia Alimentar para a População Brasileira.
Ademais, a dificuldade de comprovar nexo causal e dolo da doença de transmissão alimentar contraída pelos beneficiários, com o alimento doado. Como a Lei 14.016/20 prevê que a responsabilidade é de caráter subjetivo, ou seja, se comprovado dolo específico de causar dano a saúde de outrem e o nexo causal. Ainda no primeiro artigo, da mesma lei, traz que a doação poderá ser feita diretamente ao beneficiário, dificultando ainda maia a participação do Estado na fiscalização da qualidade dos alimentos.
Deste modo, o combate ao desperdício de alimentos acarreta maior risco à saúde, minimizando a importância de um profissional qualificado e com a dificuldade de comprovar dolo e o nexo causal, podendo levar a um aumento das ocupações dos hospitais. É necessário que o assunto seja debatido e que haja ementas a Lei 14.016/20, para que aumente a maior qualidade dos alimentos doados, e que diminua o número de afetados pela fome.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

LeighTeabing JoaoPedro72 Higorvaz EuDavil[…]

JoaoPedro72 Higorvaz geoca obrigada pelas co[…]

Pessoal, podem me ajudar corrigindo e pontuando? A[…]

Aqui está a minha análise da sua red[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM