• Avatar do usuário
#81566
O filme “Extraordinário” retrata a vida de August Pullman, que sofre de um defeito de nascença no rosto, e os desafios que enfrenta no processo de inserção na sociedade, como os preconceitos de um colega de classe. Desse ponto de vista, a importância da inclusão das pessoas com deficiência é compreensível, mas no Brasil a ideia parece ainda pouco compreendida, pois a capacidade foi o principal obstáculo a ser superado. Isso se deve ao descaso do país e à forte influência de estereótipos em favor da exacerbação desse problema.
Em primeiro lugar, deve-se notar que o desinteresse do governo em promover uma melhor qualidade de vida para as pessoas com deficiência há muito tempo leva à exclusão desse grupo. Segundo o filósofo americano John Rawls, o estado deve fornecer acesso equitativo a ativos básicos, como liquidez e segurança. No entanto, essa ação não tem sido realizada na sociedade brasileira, pois os direitos de muitas pessoas com necessidades especiais são limitados devido à falta de recursos básicos, como rampas para cadeiras de rodas. Portanto, é concebível que essa condição seja prejudicial, pois contribui para um aumento sustentado de energia.
Além disso, é necessário observar o impacto dos estereótipos relacionados ao cotidiano das pessoas com deficiência na manutenção da discriminação. Isso ocorre devido à falta de informações demográficas sobre os métodos de integração das pessoas com deficiência na sociedade, o que dificulta o combate ao aumento da capacidade. Prova disso é o conhecimento epidemiológico, que associa as deformidades às doenças que incapacitam o indivíduo. Portanto, é importante ressaltar que essa categoria de pensamento conservador só causará desrespeito às pessoas com necessidades especiais.
Portanto, a relevância de reprimir a capacitação no Brasil é óbvia. Nesse sentido, a Assembleia Nacional deve promulgar leis que garantam que o país invista mais em elementos que promovam a integração das pessoas com deficiência, como a construção de pontos sem barreiras para pessoas com necessidades especiais. Para expandir esta inclusão social de grupos. Além disso, o Ministério da Educação pode realizar a aplicação de cursos de ensino com a participação de pessoas com deficiência, que desconstroem estereótipos relacionados às deformidades, evitando preconceitos semelhantes aos vividos por August.


@Warkes30 @warisson @brena marques @Juli1000 @diaasgaby
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

"O mais escandaloso dos escândalos &eac[…]

Redação ENEM 2021

Na obra utopia do escritor inglês Thomas Mor[…]

"O mais escandaloso dos escândalos &eac[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM