• Avatar do usuário
#81409
No livro "Ideias para adiar o fim do mundo", o escritor indígena Ailton Krenak reflete criticamente sobre a organização das sociedades, que juntas carregam o nome de humanidade. Na obra, o autor aponta uma série de disfunções nas estruturas sociais e geopolíticas que causam perdas de identidade e qualidade de vida de muitos indivíduos. Quando se pensa nos desafios para superar a pobreza educacional causada pela pandemia no Brasil, parece claro que esse assunto integra uma das múltiplas faces que condenam parcelas significantes da sociedade a uma condição de subcidadania. Nesse contexto fica evidente que em um país desigual historicamente como o Brasil, nem todos terão acesso a uma educação de qualidade.
Diante dessa situação, evidencia-se, por parte do Ministério da educação, a ausência de Políticas públicas suficientemente efetivas para democratizar o acesso à educação. A falta de atuação do Ministério da educação é grande, alunos de situações mais precárias que estavam indo às escolas e ganhavam alimentos gratuitos perderam essa poder, resultando não só numa pobreza educacional como a fome de uma grande parcela de estudantes. Surtindo efeitos drásticos na vida educacional e geral dos estudantes.
Outrossim, é imperativo pontuar que com a pandemia o sistema educacional do país aumentou as disparidades raciais, sociais e locais, sendo um dos problemas estruturais dessa situação a falta de internet para assistir ao ensino remoto, que consequentemente gerou um dos maiores problemas na educação, o abandono escolar. Nesse sentido, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Datafolha podemos ver quem em janeiro, 4 milhões de estudantes abandonaram a escola pelas más condições de acompanhar o ensino remoto.
Torna-se evidente, portanto, que o problema é grave e não pode ser ignorado. Para solucionar esse problema, além da distribuição da Internet de qualidade para todas as regiões do Brasil, o Governo deve criar campanhas benéficas por meio do Ministério da educação. Isso pede ocorrer, por exemplo, através da divulgação dessas campanhas pelas redes sociais, de modo que elas cheguem a todas as regiões do Brasil. Com essa medida que não exclui outras, espera-se uma participação política e populacional com a finalidade de evitar que a pobreza educacional afete ainda mais a vida dos estudantes.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Redação ENEM 2021

chicao KarllaViit EuDavila Eumesmaoxi Ped[…]

Olá, alguém poderia corrigir? 😊 @An[…]

Na novela Avenida Brasil, é visto um exempl[…]

Você poderia dar uma nota para minha reda&cc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM