Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#51452
Segundo o IBGE , cerca de 11 milhões de brasileiros são analfabetos. Configurado assim que muitos não chegaram á ingressar no ensino superior. Dessa forma, entende-se que ingressar no ensino superior é um desafio, devido à desigualdade socioeconômica mas também ao preconceito.
Sob essa perspectiva, convém resaltar que à disparidade econômica está relacionada aos desafios enfrentados pela educação superior de ensino no Brasil. Nesse sentido, de acordo com o índice de Gine , órgão que mede o grau de desigualdade de um país, o Brasil está entre as nações mais desiguais do mundo. Nessa lógica, muitos indivíduos brasileiros não conseguem entrar na faculdade por não terem condições financeiras para arcar com os custos, tendo somente renda para arcar com as necessidades básicas, como alimentação e moradia, além de muitas vezes nem o básico conseguirem manter. Dessa forma o País não consegue progredir na educação se o acesso não for dado a todos os brasileiros.
Ademais, vale resaltar que o preconceito pode ser visto como um vilão para a continuidade do ensino até chegar á nível superior . Para tanto , segundo o filósofo contemporâneo Mário Cartella , diz que a nação brasileira é tão preconceituosa que usa o termo analfabeto como ofensa. Desse modo parcela da população , que é privilegiada, desmotiva o próximo, como os pobres e os negros, sendo esses os mais afetados por esse ato. Sendo assim esss indivíduos , vitimas da sociedade, se sentem inferiores ou incapacitados para estarem exercendo uma educação á nível superior. Então causando assim o aumento das dificuldades para ingressar esse ensino.
Evidencia-se portanto , que medidas interventivas devem ser tomadas para reverter essa problemática. Faz-se necessário que o governo invista em regiões mais pobres para sanar essa disparidade. Ademais, o Ministério da educação, órgão de política pública nacional de educação, crie projetos nas instituições, por meio de palestras e gincanas educativas, com intuito de acabar com o preconceito. Feito isso ,caminhos serão abertos para o ingresso no ensino superior. Com isso mudará o quadro exposto pelo IBGE e consequentemente mais alunos ingressarão no ensino superior.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

XxDamastco pode avaliar, por favor?

NayraSantos marliac Juliana2020 EduardoP[…]

Inspirado nos relatos da professora norte-american[…]

Tabagismo

De acordo com o filósofo Ralph Waldo, &quo[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM