Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#55466
Ao contrário do que se reverbera na Constituição Federal de 1988, acerca do direito à moradia, tem-se, na contemporaneidade, os desafios para o combate do deficit habitacional no Brasil. Nesse contexto, em virtude de ser uma condição extremamente persistente, medidas são necessárias para mitigar os problemas existentes. Entretanto, para que essas ações sejam eficientes, é preciso superar dois obstáculos recorrentes: a desigualdade socioeconômica e a especulação imobiliária.

Em primeiro plano, é preciso destacar o desequilíbrio na distribuição de renda como um óbice, porque a ausência de recursos impede a compra de imóveis adequados. Prova disso é o filme Parasita, que retrata um contraste entre a pobreza de uma família que mora em um porão na região marginalizada e o luxo de outra que vive em um condomínio na área alta e segura da cidade. Tal carência, dados os diversos casos de propriedades precárias, é causada, principalmente, pela histórica má repartição financeira, o que comprova uma lacuna sobre a qualidade de vida desses indivíduos. Logo, ações são essenciais para atenuar tal diferença em relação às habitações.

Além disso, a transformação do solo em mercadoria é outro fator importante, pois a valorização das construções causa a segregação socioespacial, a qual afasta a população fragilizada dos centros urbanos. Exemplo disso é o projeto “Nova Recife”, cuja implementação revitalizou a orla da praia e atraiu cidadãos de classes elevadas. Em casos como esse, o encarecimento da região, devido à especulação dessas áreas, colabora não só para o aumento do custo de vida, mas também para a expulsão de moradores locais para lugares mais distantes. Portanto, é substancial a fiscalização sobre esse encarecimento imobiliário para combater as inadequações de domicílios.

Em suma, os desafios para o combate do deficit habitacional no Brasil são situações carecedoras de atenuação. Sendo assim, cabe ao Ministério das Cidades (MCidades) investir no fundo de habitação do Fórum Nacional de Reforma Urbana (FNRU), por meio da criação de projetos – resultados de parcerias com municípios, estados, empresas e entidades sem fins lucrativos – que subsidiem a construção de casas ou apartamentos próprios para famílias com renda de até 3 salários mínimos, a fim de facilitar a aquisição de imóveis pela população mais pobre. Dessa forma, o direito à moradia apresentado na Constituição será garantido a todos os cidadãos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#55481
Ao contrário do que se reverbera na Constituição Federal de 1988, acerca do direito à moradia, tem-se, na contemporaneidade, os desafios para o combate do déficit habitacional no Brasil. Nesse contexto, em virtude de ser uma condição extremamente persistente, medidas são necessárias para mitigar os problemas existentes. Entretanto, para que essas ações sejam eficientes, é preciso superar dois obstáculos recorrentes: a desigualdade socioeconômica e a especulação imobiliária.
* Não sei dizer se está errado, mas seria bom contextualizar o tema primeiro e depois problematizar

Em primeiro plano, é preciso destacar o desequilíbrio na distribuição de renda como um óbice, porque a ausência de recursos impede a compra de imóveis adequados. [faltou conectivo] Prova disso é o filme "Parasita", que retrata um contraste entre a pobreza de uma família que mora em um porão na região marginalizada e o luxo de outra que vive em um condomínio na área alta e segura da cidade. Tal carência, dados os diversos casos de propriedades precárias, é causada, principalmente, pela histórica má repartição financeira, o que comprova uma lacuna sobre a qualidade de vida desses indivíduos. Logo, ações são essenciais para atenuar tal diferença em relação às habitações.

Além disso, a transformação do solo em mercadoria é outro fator importante, pois a valorização das construções causa a segregação socioespacial, a qual afasta a população fragilizada dos centros urbanos. Exemplo disso é o projeto “Nova Recife”, cuja implementação revitalizou a orla da praia e atraiu cidadãos de classes elevadas. Em casos como esse, o encarecimento da região, devido à especulação dessas áreas, colabora não só para o aumento do custo de vida, mas também para a expulsão de moradores locais para lugares mais distantes. Portanto, é substancial a fiscalização sobre esse encarecimento imobiliário para combater as inadequações de domicílios.
* Não tenho o que falar da estrutura dos parágrafos, ao meu ver está dominando a estrutura da redação

Em suma, os desafios para o combate do déficit habitacional no Brasil são situações carecedoras de atenuação. Sendo assim, cabe ao Ministério das Cidades (MCidades) < ministério extinto e transformado no Ministério do Desenvolvimento Regional] investir no fundo de habitação do Fórum Nacional de Reforma Urbana (FNRU) [só coloque a sigla junto quando for citar o órgão novamente em outra frase], por meio da criação de projetos – resultados de parcerias com municípios, estados, empresas e entidades sem fins lucrativos – que subsidiem a construção de casas ou apartamentos próprios para famílias com renda de até 3 salários mínimos, a fim de facilitar a aquisição de imóveis pela população mais pobre. Dessa forma, o direito à moradia apresentado na Constituição será garantido a todos os cidadãos.
* Intervenção completa

Espero ter ajudado! ;)
#55483
Muito obrigada pelas observações! Porém, a palavra deficit está correta, porque depois do novo acordo ortográfico o acento agudo foi retirado.
Na introdução, usei a estrutura: repertório + apresentação do tema + tese + 2 argumentos. Eu problematizei usando "ao contrário de", isso não funciona? Você tem alguma sugestão? Eu achei que daria certo kkk tenso.
No 2 desenvolvimento, "prova disso" é uma expressão coesiva. Você acha que é necessário trocar? Ela não substitui o conectivo?
Meu Deus! Nem pesquisei sobre o MCidades, agora que eu vi, deveria ter feito isso antes.
Eu alterei várias vezes essa redação e ela nunca fica perfeita, que raiva kkkk
#55486
@JoiceF, Então, como disse, não sei se está errado. É que você fez diferente, já começou problematizando, a tendência é contextualizar o tema primeiro e depois problematizar apresentando a tese. É melhor você pedir uma 2ª opinião.

E o elemento coesivo, eu acharia melhor trocar, mas coloca uma vírgula após dele pra dar uma ênfase que é conectivo. Tem uma tabela de conectivos na aba de materiais aqui do site, é interessante você ter ela do lado quando tiver praticando redação.

:lol: :lol: :lol: calma, ao meu ver não está ruim, você está dominando a estrutura.
#55493
Pesquisei sobre o "prova disso" e a vírgula é opcional mas agora que você falou que precisa ter ênfase, fiquei sla.
Eu disse no 2º D antes kkk mas agora sim é o 2º desenvolvimento: o "exemplo disso" não deveria estar errado como o "prova disso" do 1º D? Esse "disso" conta como repetição de conectivos ou não, porque fazem parte do exemplo/prova? Deveria ser "A exemplo disso, …"?
Parece umas perguntas tão óbvias mas ainda não entendi muito bem 😬

O que você acha @Felipe082 ?
#55494
@JoiceF, sim, conectivos muito parecidos entra na repetição. É questão da leitura ficar interessante e sobre a estética da redação também, ficar repetindo as coisas dá a entender que o vocabulário da pessoa não é tão amplo. Por isso falo pra ter uma tabela de conectivos do lado e usar o site do sinônimos também. Só diversifica os conectivos que fica bom.
#55496
JoiceF escreveu:Pesquisei sobre o "prova disso" e a vírgula é opcional mas agora que você falou que precisa ter ênfase, fiquei sla.
Eu disse no 2º D antes kkk mas agora sim é o 2º desenvolvimento: o "exemplo disso" não deveria estar errado como o "prova disso" do 1º D? Esse "disso" conta como repetição de conectivos ou não, porque fazem parte do exemplo/prova? Deveria ser "A exemplo disso, …"?
Parece umas perguntas tão óbvias mas ainda não entendi muito bem 😬

O que você acha @Felipe082 ?
Bom, já que você pediu vou dar minha opinião.
1) Acho que seria legal contextualizar mais, mas a estrutura que você utilizou não me parece errada.
2) No meu ponto de vista, o "prova disso" funciona como mecanismo coesivo, mas concordo com a @jherodrigues que usar conectivos parecidos não é bom. É melhor trocar ou ele ou o "exemplo disso".
3) Muito bem observada a questão do Ministério das Cidades. Comi bola por ter deixado passar.
4) Desconheço essa regra da sigla. Aprendi que o correto é sempre colocá-la na primeira menção ao órgão. Você tem algum material sobre isso, Jhe?
#55504
@Felipe082, o material são as vozes da minha cabeça :lol: :lol: É que eu penso em economizar linhas, seria uma "jogada" e não uma regra. Isso é minha opinião, acho desnecessário colocar nome e sigla juntos, só acho válido colocar assim quando se quer citar o mesmo órgão depois e não quer escrever por extenso o nome, aí coloca a sigla antes pra ajudar em outra parte da redação. É só isso mesmo :D

Anninha , olá, boa-noite! irei corrigir su[…]

A vocação para o mercado de trabalho[…]

MoniqTorres , olá, boa-noite! posso corrig[…]

Infelizmente ainda existe o estigma associado as d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM