• Avatar do usuário
#81386
O direito à higiene básica é de extrema importância, visto que à pobreza menstrual afeta muitas meninas e mulheres que não possuem o devido acesso a absorventes, produto de higiene básica. Com isso, muitas mulheres tendem a improvisar com o que tem em casa, o que pode ocasionar em problemas de saúde.

Em primeiro lugar, percebe-se que este problema está diretamente ligado à falta de informação, de dignidade e a um tabu construído ao longo do tempo pela sociedade. No Brasil, 1 a cada 4 meninas faltam à aula por causa da menstruação, sabendo disso, tem-se que está pobreza menstrual afeta 25% das meninas que menstruam. Por esse motivo, muitas apresentam algum problema de saúde, como alergia, cistite, infecções, etc, já que não usam o produto de higiene necessário no período menstrual.

Paralelo a isso, outra dificuldade encontrada é à falta de saneamento básico, falta de água corrente, que intensifica os problemas dessas mulheres no período menstrual. Esse problema acaba sendo deixado de lado pelas pessoas vulneráveis, com dificuldades financeiras, uma vez que menstruar acaba se tornando algo caro, já que absorventes não são distribuídos para a população.

Portanto, é dever do governp aprovar que absorventes sejam produtos gratuitos, em escolas, postos de saúde, etc. Tendo em vista que boa parte da população menstrua e necessita desses objetos. O governo, junto com o Ministério da saúde, devem fazer campanhas para conscientizar à população sobre a importância dos mesmos, com a finalidade de quebrar o tabu imposto e de modo que ocorra uma distribuição justa do produto.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

#81417
O direito à higiene básica é de extrema importância, visto que à pobreza menstrual afeta muitas meninas e mulheres que não possuem o devido acesso a absorventes, produto de higiene básica. Com isso, muitas mulheres tendem a improvisar com o que tem em casa, o que pode ocasionar em problemas de saúde.

Em primeiro lugar, percebe-se que este problema está diretamente ligado à falta de informação, de dignidade e a um tabu construído ao longo do tempo pela sociedade. No Brasil, 1 a cada 4 meninas faltam à aula por causa da menstruação, sabendo disso, tem-se que está pobreza menstrual afeta 25% das meninas que menstruam. Por esse motivo, muitas apresentam algum problema de saúde, como alergia, cistite, infecções, etc, já que não usam o produto de higiene necessário no período menstrual.

Paralelo a isso, outra dificuldade encontrada é à falta de saneamento básico, falta de água corrente, que intensifica os problemas dessas mulheres no período menstrual. Esse problema acaba sendo deixado de lado pelas pessoas vulneráveis, com dificuldades financeiras, uma vez que menstruar acaba se tornando algo caro, já que absorventes não são distribuídos para a população.

Portanto, é dever do governo aprovar que absorventes sejam produtos gratuitos, em escolas, postos de saúde, etc. Tendo em vista que boa parte da população menstrua e necessita desses objetos. O governo, junto com o Ministério da saúde, devem fazer campanhas para conscientizar à população sobre a importância dos mesmos, com a finalidade de quebrar o tabu imposto e de modo que ocorra uma distribuição justa do produto.[/quote]
#81419
O direito à higiene básica é de extrema importância, visto que à pobreza menstrual afeta muitas meninas e mulheres que não possuem o devido acesso a absorventes, produto de higiene básica. Com isso, muitas mulheres tendem a improvisar com o que tem em casa, o que pode ocasionar em problemas de saúde.

Em primeiro lugar, percebe-se que este problema está diretamente ligado à falta de informação, de dignidade e a um tabu construído ao longo do tempo pela sociedade. No Brasil, 1 a cada 4 meninas faltam à aula por causa da menstruação, sabendo disso, tem-se que está pobreza menstrual afeta 25% das meninas que menstruam. Por esse motivo, muitas apresentam algum problema de saúde, como alergia, cistite, infecções, etc, já que não usam o produto de higiene necessário no período menstrual.

Paralelo a isso, outra dificuldade encontrada é à falta de saneamento básico, falta de água corrente, que intensifica os problemas dessas mulheres no período menstrual. Esse problema acaba sendo deixado de lado pelas pessoas vulneráveis, com dificuldades financeiras, uma vez que menstruar acaba se tornando algo caro, já que absorventes não são distribuídos para a população.

Portanto, é dever do governo aprovar que absorventes sejam produtos gratuitos, em escolas, postos de saúde, etc. Tendo em vista que boa parte da população menstrua e necessita desses objetos. O governo, junto com o Ministério da saúde, devem fazer campanhas para conscientizar à população sobre a importância dos mesmos, com a finalidade de quebrar o tabu imposto e de modo que ocorra uma distribuição justa do produto.

Mylike , Jotaveh , marimoon , larissa0205 , […]

A invisibilidade dos "cidadãos"

A invisibilidade decorrente da falta de registro c[…]

Para começar sua redação, &ea[…]

Certo, muito obrigada!! Por nada!

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM