Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#44132
Na série "Coisa Mais Linda", a personagem Adélia vive em uma favela sem saneamento básico. De maneira análoga, muitos brasileiros também têm a mesma realidade da personagem presente em seus lares, cujas causas são a negligência do Estado e má influência midiática.

Em primeiro lugar, cabe ressaltar a falta de ação do Governo Federal como contribuinte da problemática. Sobre isso, de acordo com o filósofo Thomas Hobbes, o Estado tem o dever de garantir o bem-estar social. No entanto, tal máxima não é seguida pelo governo brasileiro no que concerne ao saneamento básico, pois este não investe suficientemente em meios para universalizar tais serviços em todo o Brasil. Logo, o problema fica estagnado na precariedade.

Ademais, é válido destacar o papel das mídias nesse impasse. Acerca disso, segundo o sociólogo Pierre Bourdieu, o que foi criado para ser um instrumento democrático não deve ser convertido em mecanismo de opressão. Nesse sentido, entende-se que a função das mídias de comunicação deve ser a de democratizar informações, para que, assim, a população possa debater e se manifestar. Porém, não é o que ocorre com o tema em questão, visto que a mídia não promove o foco necessário sobre ele. Desse modo, as pessoas, não cientes da magnitude deste problema, não vão as ruas cobrar sua melhora ao governo.

Portanto, medidas são necessárias para resolver essa adversidade. Para isso, o poder público deve, por meio de verbas governamentais, investir no combate à precariedade do saneamento básico no país, onde as pessoas deverão denunciar a falta de serviços em suas casas. Assim, realidades como a de Adélia serão apenas uma lembrança no futuro.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#44136
Contextualização
Apresentação do tema
Tese
Tópico Frasal
Dados
Argumentação
Arrematação da Tese
Arrematação de tese na conclusão
Elementos da proposta de intervenção
Frase de efeito
Termos coesivos
Comentários

Na série "Coisa Mais Linda", a personagem Adélia vive em uma favela sem saneamento básico. De maneira análoga, muitos brasileiros também têm a mesma realidade da personagem presente em seus lares, cujas causas são a negligência do Estado e má influência midiática.( Boa! Contextualiza, apresenta o tema e a tese!)

Em primeiro lugar, cabe ressaltar a falta de ação do Governo Federal como contribuinte da problemática. Sobre isso, de acordo com o filósofo Thomas Hobbes, o Estado tem o dever de garantir o bem-estar social. No entanto, tal máxima não é seguida pelo governo brasileiro no que concerne ao saneamento básico, pois este não investe suficientemente em meios para universalizar tais serviços em todo o Brasil. Logo, o problema fica estagnado na precariedade.(Nesse desenvolvimento sua argumentção foi rasa e delimitada. Explore mais suas ideias!)

Ademais, é válido destacar o papel das mídias nesse impasse. Acerca disso, segundo o sociólogo Pierre Bourdieu, o que foi criado para ser um instrumento democrático não deve ser convertido em mecanismo de opressão. Nesse sentido, entende-se que a função das mídias de comunicação deve ser a de democratizar informações, para que, assim, a população possa debater e se manifestar. Porém, não é o que ocorre com o tema em questão, visto que a mídia não promove o foco necessário sobre ele. Desse modo, as pessoas, não cientes da magnitude deste problema, não vão as ruas cobrar sua melhora ao governo.( Nesse desenvolvimento digo o mesmo que o D1. Trabalhe mais sua argumentação nos parágrafos.)

Portanto, medidas são necessárias para resolver essa adversidade. Para isso, o poder público deve( Agente), por meio de verbas governamentais( Meio), investir no combate à precariedade do saneamento básico no país, onde as pessoas deverão denunciar a falta de serviços em suas casas( Ação). Assim, realidades como a de Adélia ( Quem é Adélia???)serão apenas uma lembrança no futuro.( Finalidade)( Conclusão incompleta! Faltou o Detalhamento da Ação. Assim como, esclarecer um requerido da frase de efeito!)

Sua redação não é ruim, mas carece de alguns aspectos relevantes. Estude argumentação e proposta de intervenção.
No mais, é só!
Espero a próxima! :D
#44149
GlendaMorais escreveu:Contextualização
Apresentação do tema
Tese
Tópico Frasal
Dados
Argumentação
Arrematação da Tese
Arrematação de tese na conclusão
Elementos da proposta de intervenção
Frase de efeito
Termos coesivos
Comentários

Na série "Coisa Mais Linda", a personagem Adélia vive em uma favela sem saneamento básico. De maneira análoga, muitos brasileiros também têm a mesma realidade da personagem presente em seus lares, cujas causas são a negligência do Estado e má influência midiática.( Boa! Contextualiza, apresenta o tema e a tese!)

Em primeiro lugar, cabe ressaltar a falta de ação do Governo Federal como contribuinte da problemática. Sobre isso, de acordo com o filósofo Thomas Hobbes, o Estado tem o dever de garantir o bem-estar social. No entanto, tal máxima não é seguida pelo governo brasileiro no que concerne ao saneamento básico, pois este não investe suficientemente em meios para universalizar tais serviços em todo o Brasil. Logo, o problema fica estagnado na precariedade.(Nesse desenvolvimento sua argumentção foi rasa e delimitada. Explore mais suas ideias!)

Ademais, é válido destacar o papel das mídias nesse impasse. Acerca disso, segundo o sociólogo Pierre Bourdieu, o que foi criado para ser um instrumento democrático não deve ser convertido em mecanismo de opressão. Nesse sentido, entende-se que a função das mídias de comunicação deve ser a de democratizar informações, para que, assim, a população possa debater e se manifestar. Porém, não é o que ocorre com o tema em questão, visto que a mídia não promove o foco necessário sobre ele. Desse modo, as pessoas, não cientes da magnitude deste problema, não vão as ruas cobrar sua melhora ao governo.( Nesse desenvolvimento digo o mesmo que o D1. Trabalhe mais sua argumentação nos parágrafos.)

Portanto, medidas são necessárias para resolver essa adversidade. Para isso, o poder público deve( Agente), por meio de verbas governamentais( Meio), investir no combate à precariedade do saneamento básico no país, onde as pessoas deverão denunciar a falta de serviços em suas casas( Ação). Assim, realidades como a de Adélia ( Quem é Adélia???)serão apenas uma lembrança no futuro.( Finalidade)( Conclusão incompleta! Faltou o Detalhamento da Ação. Assim como, esclarecer um requerido da frase de efeito!)

Sua redação não é ruim, mas carece de alguns aspectos relevantes. Estude argumentação e proposta de intervenção.
No mais, é só!
Espero a próxima! :D
Obrigada pela correção! :)

Quem puder me ajudar, agradeço demais! Um a[…]

A constituição federal de 1988, docu[…]

A Constituição Federal de 1988, docu[…]

Vivemos numa atualidade em que o conceito de se &[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM