• Avatar do usuário
#80936
Segundo a Declaração Universal dos Direitos Humanos, toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação. No entanto, os desafios para garantir a alimentação saudável de crianças e de adolescentes impedem a efetiva realização desse direito, visto que, alimentar-se bem não é somente ter comida na mesa, mas ter o alimento saudável e nutritivo. Essas adversidades englobam tanto a pobreza que uma parcela desses indivíduos estão sujeitos, quanto a publicidade relacionada aos alimentos que não são saudáveis.

Diante desse cenário, para assegurar que a população infantojuvenil tenha acesso a uma refeição sadia é fundamental, antes de tudo, suprimir a situação de pobreza que uma fração dessas pessoas enfrentam. Sob esse viés, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) realizou uma pesquisa que mostrou que cerca de 1,3 bilhão de pessoas no planeta vivem com menos de um dólar por dia. Em vista disso, em um mundo onde o capitalismo é intenso, as famílias que não têm uma renda capaz de suprir suas necessidades alimentares são obrigadas a comprar alimentos mais baratos, os quais, são nutricionalmente mais pobres, já que, são alimentos ricos em sódios e calorias. Assim, é impossível que o público infantil tenha uma dieta saudável se não tem as condições mínimas para adquirir os alimentos não prejudiciais à saúde.

Ademais, as propagandas publicitárias atraem as crianças e os adolescentes a consumirem comidas ricas em gorduras e açúcares. Nesse sentido, a obra cinematográfica "Super Size Me" revela como os diferentes tipos de markenting utilizados pelas empresas de lanches, sobretudo depois da popularização dos fast foods, seduz indivíduos cujo curso está em desenvolvimento a "saborear" seus produtos. Por conseguinte, eles deixam de ingerir produtos in natura - aqueles com nutrientes saudáveis - para comerem mantimentos ultraprocessados, que são altamente nocivos à saúde por possuírem muitos sais, lipídeos e carboidratos em sua composição. Dessarte, é indispensável uma intervenção estatal para reverter tal desafio.

Depreende-se, portanto, a necessidade de combater os problemas supracitados para garantir a alimentação saudável das crianças. Por isso, é imprescindível que a Organização Mundial da Saúde (OMS) - órgão responsável pela formulação de normas sanitárias internacionais - elabore um programa de alimentação saudável em locais públicos como escolas, hospitais e creches, por meio da disponibilização de alimentos in natura, de acordo com os costumes de cada país, com o fito de conscientizar os pais a não permitirem que seus filhos consumam comidas ultraprocessadas o tempo todo. Além disso, é crucial que cada país ofereça cestas básicas para as famílias mais pobres, para que assim, elas possam ter o devido acesso aos alimentos saudáveis. Dessa forma, o direito prescrito pela DUDH será, de fato, desempenhado.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 130

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 170

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#81089
oii, primeiramente preciso falar que não sou corretora, então, desde já, peço desculpa se cometi algum erro na correção, mas vamos lá


Anne24 escreveu:Segundo a Declaração Universal dos Direitos Humanos, toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem estar, inclusive alimentação. No entanto, os desafios para garantir a alimentação saudável de crianças e de adolescentes impedem a efetiva realização desse direito, visto que, alimentar-se bem não é somente ter comida na mesa, mas ter o alimento saudável e nutritivo. Essas adversidades englobam tanto a pobreza que uma parcela desses indivíduos estão sujeitos, quanto a publicidade relacionada aos alimentos que não são saudáveis.

intro ok

Diante desse cenário, para assegurar que a população infantojuvenil tenha acesso a uma refeição sadia ,é fundamental, antes de tudo, suprimir a situação de pobreza que uma fração dessas pessoas enfrentam. Sob esse viés, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) realizou uma pesquisa que mostrou que cerca de 1,3 bilhão de pessoas no planeta vivem com menos de um dólar por dia. relacionado a algo junto com o dado Em vista disso, em um mundo onde o capitalismo é intenso, as famílias que não têm uma renda capaz de suprir suas necessidades alimentares ,são obrigadas a comprar alimentos mais baratos, os quais, são nutricionalmente mais pobres, já que, são alimentos ricos em sódios e calorias. Assim, é impossível que o público infantil tenha uma dieta saudável ,se não tem as condições mínimas para adquirir os alimentos não prejudiciais à saúde.

Ademais, as propagandas publicitárias atraem as crianças e os adolescentes a consumirem comidas ricas em gorduras e açúcares. Nesse sentido, a obra cinematográfica "Super Size Me" revela como os diferentes tipos de markenting utilizados pelas empresas de lanches, sobretudo depois da popularização dos fast foods, seduz indivíduos cujo curso está em desenvolvimento a "saborear" seus produtos. Por conseguinte, eles deixam de ingerir produtos in natura - aqueles com nutrientes saudáveis - para comerem mantimentos ultraprocessados, que são altamente nocivos à saúde por possuírem muitos sais, lipídeos e carboidratos em sua composição. Dessarte, é indispensável uma intervenção estatal para reverter tal desafio.

D2 ok

Depreende-se, portanto, a necessidade de combater os problemas supracitados para garantir a alimentação saudável das crianças. Por isso, é imprescindível que a Organização Mundial da Saúde (OMS) -agente ok órgão responsável pela formulação de normas sanitárias internacionaisdetalhamento - elabore um programa de alimentação saudável em locais públicos como escolas, hospitais e crechesação, por meio da disponibilização de alimentos in natura, meiode acordo com os costumes de cada país, com o fito de conscientizar os pais a não permitirem que seus filhos consumam comidas ultraprocessadas o tempo todo. finalidadeAlém disso, é crucial que cada país ofereça cestas básicas para as famílias mais pobres, para que assim, elas possam ter o devido acesso aos alimentos saudáveis. Dessa forma, o direito prescrito pela DUDH será, de fato, desempenhado.
sua redação no geral está ótima, só alguns detalhes que tiraria nota na competência 1. parabéns, está indo muito bem, e boa sorte no Enem! espero ter te ajudado! ❤
Invisibilidade e registro civil

A despeito de todo progresso científico e h[…]

A despeito de todo progresso científico e h[…]

O caso da xenófoba no brasil

A xenofobia é um problema não so loc[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM