Avatar do usuário
Por Ananda812
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#117703
Sendo o individualismo o maior conflito da pós-modernidade, segundo о sociólogo Zygmunt Bauman, a parcela da população tende, de fato, a não reconhecer a exclusão social como um entrave recorrente e atual, principalmente quando envolve comunidades e povos tradicionais. Nesse panorama, vale enfatizar duas fontes para o problema: a negligência do governo e dos centros de informações.

Em primeiro lugar, nota-se como a inoperância estatal persiste na hodierna nação verde-amarela, já que ocorre a exclusão de povos nativos desse país, como acontecia durante a época do Brasil Colônia. Na obra "Ética a Nicômaco", de Aristóteles, a política serve para garantir a felicidade dos cidadãos. Entretanto, a desvalorização de povos tradicionais, tende a ser uma comprovação da ausência de políticas públicas no país. Assim, o caos e a falta de projetos atenuantes são intensificados, gerando uma grande discriminação por parte da sociedade em relação a esses povos tradicionais.

Ademais, é fundamental destacar a ausência midiática como uma outra questão que fomenta o desrespeito dos nativos na coletividade. De acordo com Karl Marx, a sociedade pode ser descrita como um fator educador do indivíduo, ou seja, o seu ser social como determinador da consciência humana. Nessa perspectiva, ao compreender essa associação, bem como ao presenciar tal desvalorização no país, nota-se que a permanência do impasse é justamente fruto desse ser social, que erra ao não cumprir seu dever de levar corretas informações para a nação, visto que, grande parte da sociedade contemporânea possui acesso as mídias sociais.

É inadmissível, portanto, que a desvalorização de povos e comunidades nativas continue no país. A fim de reverter tal exclusão, o Ministério do Desenvolvimento Social, precisa garantir o bem-estar e a inclusão desses povos na sociedade. Essa medida será cumprida por meio de parcerias com o estado, as mídias sociais e a escola, a fim de que a sociedade seja informada devidamente sobre a importância desses povos, também incluindo parte da sua cultura em livros didáticos. Sendo assim, o individualismo, certamente, não será mais um empecilho.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

A Constituição Federal de 1988 assegura a todos os[…]

O artigo 4 da Declaração Universal dos Direitos Hu[…]

alguém poderia por favor corrigi-la? @Lauany25 @M[…]

O programa televisivo "Catalendas" con[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!