Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#39404
Na Constituição de 1988, no artigo 196, declara que é dever do Poder Público garantir através de políticas públicas a redução do risco de doenças. Embora essa lei perpetue até os dias atuais ainda se nota desafios para imunizar o país por completo. Logo, são necessárias medidas para solucionar tal impasse que é causado pela desvalorização da vacina e também na falta de informação, levando a persistência desse problema.

Primeiramente, é importante destacar a dificuldade de chegar informação a todos. Isso se deve, porque em locais mais afastados como as de regiões rurais, há pessoas que possuem pouco acesso à internet e muitos só obtém conhecimentos através das televisões e dos rádios. Principalmente nos períodos de vacinação não é demonstrado nas propagandas elucidações por completo, em sua maioria são razoáveis sobre o assunto. Este contexto é observado na Revolta da Vacina, que ocorreu em 1904 no Rio de Janeiro, o médico Oswaldo Cruz com o intuito de combater a Varíola, obrigou o povo a participar da imunização, sem ao menos aclarar suas intenções, gerando medo e revoltas. Então, diante dos fatos citados, é significativo tomar devidas precauções.

Além disso, ocorre menosprezo de pais quando se trata de imunizar seus filhos por causa de “Fake News. Com o aumento de grupos antivacina nas redes sócias, que divulga notícias falsas nas redes sociais, com intuito de sustentar uma cultura do achismo por acreditarem na sua ineficácia e que imunizar seus filhos é um risco para saúde dele. Essa é uma das razões para o baixo índice de vacinação nos últimos tempos, de acordo com o site Sol- Millenium AS e as consequências são terríveis, principalmente para volta de doenças já erradicadas, tal como a poliomielite. Portanto, é fundamental atividade efetivas, em prol de resolver a adversidade.

Dessa forma, medidas são necessárias, com a finalidade de diminuir tais desafios. Para isso, é preciso que o Ministério da Educação em conjunto com o Ministério da Saúde, formule um novo calendário escolar, tal como adicionar palestras em atividades extracurriculares com profissionais qualificados para discutir com pais e alunos, sobre a importância de se vacinar recorrendo a dados científicos que comprovem sua eficácia e também apresentando os possíveis danos à saúde causados pela sua ausência. Também, é valido com a ajuda das mídias, divulgação de mais propagandas no intuito de informar e combater a desinformação.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 190

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#39448
Você fez um bom texto, ideias boas bem conectadas, mas eu acho que uma boa revisão depois de escrevê-lo, atento à pontuação e a necessidade de certos termos que dão a ideia de texto bem conectado (... enfim, um texto padrão enem).

Uma revisão da sintaxe e também a leitura atenta ao uso da pontuação vai te fazer por si mesma corrigir esses pequenos erros (que para o enem configura um erro gramatical).

No mais, parabéns.
#39594
marcelods escreveu:Gostaria muito de saber quem efetiva as correções?
como é feita essa pontuação?
quem corrige?
que conhecimento tem a pessoa que corrige?

só para saber.
Olá, quem faz as correções são pessoas comuns como eu e você. São na grande maioria estudantes que tem o mesmo objetivo que o seu, então a plataforma deve ser usada de maneira mútua, ou seja, um ajudando o outro. Um exemplo, você corrige a redação de alguém com base em seus conhecimentos e uma outra pessoa corrige a sua com base nos conhecimentos dela! A pontuação é feita com base nos conhecimentos e nas opiniões dos usuários aqui, muitos tem noção da pontuação que deve dar, porém outros nem tanto. Logo, fique atento a alguma nota discrepante em relação a sua redação... e se caso necessário peça para que o usuário justifique ou retire a nota.

A grande jogadora de futebol feminino Marta, quebr[…]

Promulgada pela ONU em 1948, a Declaraç&ati[…]

Humanização da ciência

Segundo Dalai Lama, monge budista tibetano “[…]

Democratização do desenvolvimento N[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM