Avatar do usuário
Por Th4isxz
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#118220
Na obra “Utopia”, do escritor inglês Thomas More, é retratada uma sociedade perfeita, no qual o corpo social padroniza-se pela ausência de conflitos e problemas. No entanto, o que se observa na realidade contemporânea é o oposto do que o autor prega, visto que a formação educacional de surdos no Brasil apresenta barreiras para a sociedade, as quais dificultam a concretização dos planos de More. Esse cenário antagônico é fruto tanto da negligência governamental, quanto da irresponsabilidade do corpo social.
Mormente, é válido ressaltar que a dificuldade na educação de surdos deriva da baixa atuação governamentais, no que concerne à criação de mecanismos que caibam tais recorrências. Segundo Thomas Hobbes, o Estado é responsável por garantir o bem estar da sociedade, no entanto isso não acontece no Brasil. Nessa perspectiva, são nítidos os obstáculos vivenciados pelos surdos. Podemos observar a falta de estrutura em escolas e no desenvolvimento de habilidades básicas, como a de comunicação e socialização, além da negligência dos seus direitos.
Com isso, constata-se a negligência das escolas em relação aos surdos. O número de instalações educacionais que oferecem o ensino em Libras, e também o suporte de fonoaudiólogos, ainda não é o suficiente para a demanda de alunos especias, causando uma baixa adesão ao ensino para esse grupo, o que exemplifica a diminuição de matrículas de alunos surdos na educação básica.
Interfere-se, portanto, a necessidade da mitigação dos entraves em prol da diminuição dos impactos que abordam a inclusão social dos surdos no Brasil. Destarte, cabe às prefeituras locais promoverem relevâncias e enfatizar os empecilhos vividos pelos deficientes, por meio de programas de implementação de novas estruturas e matérias para os portadores.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Passe ilimitado
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

O artigo 4 da Declaração Universal dos Direitos Hu[…]

alguém poderia por favor corrigi-la? @Lauany25 @M[…]

O programa televisivo "Catalendas" con[…]

Os celulares são uma tecnologia que está muito ada[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!