Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#45952
A Constituição Federal de 1988, norma de maior hierarquia jurídica, assegura a todos os cidadãos a inviolabilidade do acesso à educação. No entanto, no contexto brasileiro contemporâneo, esse direito não é totalmente respeitado, atrapalhando, assim, a formação educacional de surdos no Brasil. Dito isso, é notório que não só a falta de investimentos do Governo Federal, mas também o preconceito vindo da sociedade são alguns dos desafios para serem discutidos.

Diante desse cenário, primordialmente, é importante mencionar o despreparo por parte do Estado em solucionar problemas acerca da inclusão de deficientes auditivos nas escolas. Segundo as ideias do filósofo britânico John Locke em seu "contrato social", é dever do Estado garantir direitos a todos os cidadãos. Seguindo essa linha de pensamento, percebe-se que o país não cumpre integralmente esse contrato, visto que há pouca verba destinada para o aprimoramento de espaços de estudo e na capacitação de professores, o que ainda por ruim que esse cenário seja, não deixa de ser uma realidade enfrentada no Brasil.

Além disso, vale ressaltar que a intolerância sofrida pelos surdos ainda é um obstáculo que precisa ser superado. De acordo com o pensamento do filósofo iluminista Voltaire, preconceito é opnião sem conhecimento. Nesse viés, fica evidente que a falta de informação é uma das causas que propiciam a discriminação contra deficientes auditivos, uma vez que são tratados como incapaz de exercer suas funções. Dessa forma, é imprescindível que essa conjuntura deixe de ser uma realidade.

Verifica-se, portanto, a importância de criar ações que visem mitigar essa problemática. Sendo assim, cabe ao Governo Federal, por meio do repasse de verbas para instituições de ensino, criar programas de capacitação para professores, os ensinando a linguagem de sinais e métodos para educar alunos com surdez, com o intuito de assegurar inclusão a esses estudantes. Com isso, será executado na prática os direitos garantidos pela Constituição de 1988.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Geralcinoj , obrigadaaa pelas instruç&oti[…]

joanavitoria Geralcinoj jherodrigues Bre[…]

A revolta da vacina, 1904, foi um manifesto de est[…]

A Leitura, está se tornando um aspecto fund[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM