Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#55462
O Brasil, mesmo sendo considerado um país subdesenvolvido, está avançando para a terceira fase do desenvolvimento demográfico, isto é, a sociedade se situará em um estágio de envelhecimento. Sob tal ótica, portanto, é perceptível que o Estado precisará investir cada vez mais na saúde, para assegurar a democratização e a acessibilidade desse direito. Contudo, infere-se que, até então, o País não possui unidades de saúde suficientes para englobar todos os brasileiros. Isso se deve, sobretudo, à falta de capital direcionado à saúde e à desvalorização de grupos sociais.
Nessa perspectiva, relacionando ao parágrafo anterior, é notório que sem o investimento necessário para contribuir com o avanço do sistema de saúde, a democratização desse direito torna-se inalcançável, no Brasil. À vista disso, segundo a Geografia, “Superpovoamento” é o termo dado à desproporcional relação entre a população, de uma região, e os recursos oferecidos pelo Estado. Dessa forma, é visível que essa ideia se aplica diretamente à realidade do País, visto que o corpo social, geralmente, não consegue usufruir das ínfimas estruturas médicas existentes. Logo, a falta de médicos e unidades hospitalares podem propiciar os brasileiros a fazerem escolhas errôneas, que podem até agravar as enfermidades existentes, como a automedicação.
Ademais, é válido salientar que mesmo existindo o direito à saúde, a marginalização de grupos sociais, como os de menor renda financeira, contribui para uma difícil democratização efetiva desse direito. Sendo assim, no decorrer da literatura infantojuvenil brasileira, "Chico Bento”, escrito por Mauricio de Sousa, é exibido a discrepância social vivida pelo personagem, morador do interior, “Chico”, em relação a seus amigos da cidade. Dessarte, ainda sendo uma ficção, Maurício de Sousa expõe a banalização ,por parte do País, sobre esse grupo. Assim sendo, é inegável afirmar que o sistema de saúde presente nessas regiões menos favorecidas é extremamente precário, tornando, assim, os moradores rurais alvos de doenças proeminentes.
Portanto, para suprir a falta da democratização, o Ministério da Saúde, agente responsável pela saúde pública do País, deve, com o uso dos orçamentos recolhidos dos impostos, direcionar um maior investimento financeiro para a infraestrutura da saúde pública. Assim, essa ação tem como objetivo oferecer o acesso à saúde de maneira homogênea, ou seja, de forma que todos os cidadãos possam usar permanentemente o sistema de saúde nacional. Além disso, o Ministério da Saúde, deve, também, contribuir com o envio, semanal, de equipes médicas para as zonas rurais, colaborando para a proteção dos grupos rurais e para o acesso democrático de tal direito relatado.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 140

Você atingiu aproximadamente 70% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 147

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 147

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#55484
O Brasil, mesmo sendo considerado um país subdesenvolvido, está avançando para a terceira fase do desenvolvimento demográfico, isto é, a sociedade se situará em um estágio de envelhecimento. Sob tal ótica, portanto, é perceptível que o Estado precisará investir cada vez mais na saúde, para assegurar a democratização e a acessibilidade desse direito. Contudo, infere-se que, até então, o País não possui unidades de saúde suficientes para englobar todos os brasileiros. Isso se deve, sobretudo, à falta de capital direcionado à saúde e à desvalorização de grupos sociais.

Nessa perspectiva, relacionando ao parágrafo anterior, é notório que sem o investimento necessário para contribuir com o avanço do sistema de saúde, a democratização desse direito torna-se inalcançável, no Brasil. À vista disso, segundo a Geografia, “Superpovoamento” é o termo dado à desproporcional relação entre a população, de uma região, e os recursos oferecidos pelo Estado. Dessa forma, é visível que essa ideia se aplica diretamente à realidade do País, visto que o corpo social, geralmente, não consegue usufruir das ínfimas estruturas médicas existentes. Logo, a falta de médicos e unidades hospitalares podem propiciar os brasileiros a fazerem escolhas errôneas, que podem até agravar as enfermidades existentes, como a automedicação.

Ademais, é válido salientar que mesmo existindo o direito à saúde, a marginalização de grupos sociais, como os de menor renda financeira, contribui para uma difícil democratização efetiva desse direito. Sendo assim, no decorrer da literatura infantojuvenil brasileira, "Chico Bento”, escrito por Mauricio de Sousa, é exibido a discrepância social vivida pelo personagem, morador do interior, “Chico”, em relação a seus amigos da cidade. Dessarte, ainda sendo uma ficção, Maurício de Sousa expõe a banalização, por parte do País < se colocasse brasileiros ou sociedade iria remeter melhor as pessoas], sobre esse grupo. Assim sendo, é inegável afirmar que o sistema de saúde presente nessas regiões menos favorecidas é extremamente precário, tornando, assim, os moradores rurais alvos de doenças proeminentes.

Portanto < cuidado com a repetição de conectivos], para suprir a falta da democratização, o Ministério da Saúde, agente responsável pela saúde pública do País, deve, com o uso dos orçamentos < acho que essa não seria a palavra] recolhidos dos impostos < poderia só colocar 'com o recolhimento de impostos'], direcionar um maior investimento financeiro para a infraestrutura da saúde pública. Assim, essa ação tem como objetivo oferecer o acesso à saúde de maneira homogênea, ou seja, de forma que todos os cidadãos possam usar permanentemente o sistema de saúde nacional. Além disso, o Ministério da Saúde, deve, também, contribuir com o envio, semanal, de equipes médicas para as zonas rurais, colaborando para a proteção dos grupos rurais < repetição] e para o acesso democrático de tal direito relatado.
* Cuidado com palavras chaves, acaba enchendo o parágrafo da mesma coisa "saúde pública", invista em sinônimos: (SUS), ou pronomes
* Intervenção completa
* Dá pra você resumir a conclusão, você coloca dois detalhamentos: um no agente e outro da ação, poderia tirar o do agente para economizar linhas


Espero ter ajudado! :D
#56026
Miniglossário
Desvio: problema de gramática ou de convenções de escrita.
Falha: problema de estrutura sintática.
Inadequação: problema de coesão.
Monobloco: redação constituída por um único parágrafo, configurando um bloco maciço de períodos sem qualquer organização paragráfica identificável.
Operadores argumentativos: elementos que são responsáveis pelo encadeamento dos enunciados, estruturando o texto e determinando a orientação argumentativa.
Parte embrionária: introdução, argumentação ou conclusão muito curta devido a sua pouca produção.
Sem direção: redação que apresenta informações, fatos e opiniões de forma caótica ou desconexa, isto é, um aglomerado de palavras, frases ou ideias que não se articulam entre si em defesa de um ponto de vista.
...
...
Correção da redação
Usuário(a): @GuiGts11

Tipo de correção:
(X) Detalhada
(X) Completa

Legenda:
desnecessário ou redundante
(elementos da proposta de intervenção)
erro correção
linguagem confusa
mandou bem
"melhorável" sugestão
(w): observação
repetição

O Brasil, mesmo sendo considerado um país subdesenvolvido, está avançando para a terceira fase do desenvolvimento demográfico, isto é, a sociedade se situará vai situar-se/situar-se-á em um estágio de envelhecimento. Sob tal ótica (1), portanto, é perceptível que o Estado precisará investir cada vez mais na saúde, para assegurar a democratização e a acessibilidade desse direito. Contudo, infere-se constata-se (2) que, até então, o País não possui unidades de saúde suficientes para englobar atender todos os brasileiros. Isso se deve, sobretudo, à falta de capital direcionado à saúde e à desvalorização de grupos sociais (3). (4)
Nessa perspectiva, relacionando ao parágrafo anterior, é notório que, (5) sem o investimento necessário para contribuir com o avanço do sistema de saúde, a democratização desse direito torna-se inalcançável, (6) no Brasil. À vista disso, segundo a Geografia, “Superpovoamento” superpovoamento é o termo nome dado à desproporcional relação entre a população, de uma região, e os recursos oferecidos pelo Estado. Dessa forma, é visível que essa ideia se aplica diretamente à realidade do País, visto que o corpo social, geralmente, não consegue usufruir das ínfimas estruturas médicas existentes (7). Logo, a falta de médicos e de unidades hospitalares podem (8) propiciar (9) os brasileiros a fazerem escolhas errôneas, que podem até agravar as enfermidades existentes, como a automedicação (10).
Ademais, é válido salientar que, (11) mesmo existindo o direito à saúde, a marginalização de grupos sociais, como os de menor renda financeira, contribui para uma difícil democratização efetiva desse direito. Sendo assim (12), no decorrer da na literatura infantojuvenil brasileira, os gibis do personagem "Chico Bento, escritos por Mauricio de Sousa, é exibido (13) evidenciam a discrepância social vivida pelo personagem, morador do interior, Chico, em relação entre a vida de Chico no interior e a de seus amigos da cidade (14) (15). Dessarte, ainda sendo uma ficção, Maurício de Sousa o cartunista expõe a banalização (16), por parte do País, sobre o descaso do restante da sociedade com esse grupo (17). Assim sendo, é inegável afirmar (18) que o sistema de saúde presente nessas regiões menos favorecidas é extremamente precário, tornando, assim (19), os moradores rurais alvos de doenças proeminentes (20).
(21)
Portanto, para suprir a falta da democratização (finalidade), o Ministério da Saúde (agente), agente responsável pela saúde pública do País (detalhamento), deve, com o uso dos orçamentos recolhidos dos impostos (meio), direcionar um maior investimento financeiro para a infraestrutura da saúde pública. Assim (22), essa ação tem como objetivo oferecer o acesso à saúde de maneira homogênea (finalidade), ou seja, de forma que todos os cidadãos possam usar permanentemente o sistema de saúde nacional (detalhamento) (23). Além disso, o Ministério da Saúde esse ministério, deve, também, contribuir com o envio, semanal, de equipes médicas para as zonas rurais, colaborando para a proteção dos grupos rurais e para o acesso democrático de a tal direito relatado. (24)

Observações:
(1) Tenho duas observações. Primeiro: não há necessidade de dois conectivos; segundo: a palavra "ótica" geralmente é associada a uma visão subjetiva - uma ideia de um pensador, por exemplo -, e não a informações factuais.
(2) Isso é mais uma constatação do que uma inferência. Normalmente, considera-se que uma inferência é uma conclusão lógica tirada a partir de premissas verdadeiras. Por exemplo: "Após a análise dos dados, inferiu-se, quanto maior é a renda da região, menor é a média de óbitos".
(3) Ambiguidade. Releia e reescreva o período.
(4) Introdução satisfatória.
(5) Isole com vírgulas "sem o investimento necessário para contribuir com o avanço do sistema de saúde".
(6) O adjunto adverbial "no Brasil" não está deslocado, logo a vírgula é desnecessária.
O racismo é um problema social no Brasil => sem deslocamento, sem vírgula
No Brasil, o racismo é um problema social => com deslocamento, com vírgula
O racismo é, no Brasil, um problema social => com deslocamento, com vírgulas
(7) O que te levou a essa conclusão?
(8) O núcleo do sujeito é "falta", no singular.
(9) O verbo "propiciar" não tem esse sentido.
(10) Não introduza novas informações no fechamento. Somente conclua o seu raciocínio.
(11) Isole com vírgulas "mesmo existindo o direito à saúde".
(12) Você não está tirando uma conclusão com base no que foi dito antes.
(13) Na frase que você escreveu, o núcleo do sujeito era "Chico"; na minha reformulação, "gibis". Em ambos os casos, a locução verbal "é exibido" está errada.
(14) Reformulação completa: "Na literatura infantojuvenil brasileira, os gibis do personagem Chico Bento, escritos por Mauricio de Sousa, evidenciam a discrepância entre a vida de Chico no interior e a de seus amigos da cidade".
(15) Exemplifique essa discrepância.
(16) Esse não é o significado de banalização.
(17) Eu discordo da sua interpretação. O Chico Bento tem uma vida simples, mas confortável. Salvo engano da minha parte, não há nenhum indício, nos gibis, de que ele seja privado de alguma necessidade básica.
De qualquer maneira, mesmo que a interpretação esteja correta, é preciso embasá-la melhora, a fim de convencer o leitor.
(18) Só "é inegável que".
(19) Evite utilizar três conectivos de mesmo valor - como os conclusivos "sendo assim", "dessarte", "assim sendo" e "assim" - de forma tão próxima.
(20) Não sei se essa palavra está correta aqui.
(21) D1 satisfatório; D2 parcialmente satisfatório.
(22) Mais uma vez, eu poderia pintar de rosa ou de roxo. É desnecessário porque o "essa ação" já estabelece a coesão entre as frases; é "melhorável" porque você já usou esse conectivo antes.
(23) Proposta completa, parabéns!
(24) Faltou a frase de fechamento com retomada de repertório.

Notas:
C1 - 120
Justificativa: há alguns desvios gramaticais e algumas falhas na estrutura sintática.
C2 - 160
Justificativa: na minha opinião, nenhum repertório foi realmente produtivo (mas o do superpovoamento seria facilmente aceito pelos corretores do ENEM).
C3 - 160
Justificativa: há alguns problemas na argumentação e no projeto de texto.
C4 - 160
Justificativa: articulação boa (ou mediana?), com poucas (ou algumas?) inadequações. Há algumas repetições.
Dessa vez eu não vou "pesar a mão" :lol:
C5 - 200
Justificativa: proposta com todos os elementos necessários.

Total - 800
Continue praticando!!! Conte comigo para chegar ao 1000!!!


Referências
Material de leitura dos corretores do ENEM: apostila-manual-de-leitura-dos-corretor ... 15107.html
Vírgula para isolar adjuntos adverbiais: http://g1.globo.com/educacao/blog/dicas-de-portugues/assunto/virgula/
Definição do verbo "propiciar": https://www.dicio.com.br/propiciar/

...
Se puder, doe para o projeto, por favor: donation/index.html
Os usuários que contribuírem terão benefícios no meu sistema de correções.

...
Ei, que tal agora corrigir os textos de outras pessoas? Continue este ciclo!
Você pode consultar a tabela oficial dos corretores do ENEM no link abaixo:
apostila-manual-de-leitura-dos-corretor ... 15107.html
#56031
Materiais de apoio sugeridos para você:

Competência 1
Exercícios diagnósticos com gabarito - Descubra suas dificuldades: exercicios-diagnosticos-com-gabarito-de ... 29204.html
Vírgula e outros sinais de pontuação: virgula-e-outros-sinais-de-pontuacao-c1-t15059.html

Competência 2
Repertório sociocultural: repertorio-sociocultural-c2-t15074.html

Competência 3
Projeto de texto: projeto-de-texto-c3-t15094.html
Lógica da argumentação (opcional): logica-da-argumentacao-c3-t15124.html

Competência 4
Exercícios sobre mecanismos coesivos - Frases de filmes, séries e animações: exercicio-sobre-mecanismos-coesivos-c4- ... 15267.html
Mecanismos coesivos: mecanismos-coesivos-c4-t15139.html

Bons estudos! ;)

A situação atual do trabalho dom&eac[…]

@jherodrigues poderia corrigir???? por favor!!!!

Segundo o geografo brasileiro Milton Santos &ldquo[…]

jherodrigues , muitíssimo obrigada! Foi m[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM