• Avatar do usuário
#75973
Em 2014 foi aprovada a lei Menino Bernardo, que visa proibir o uso de castigos físicos ou tratamentos cruéis ou degradantes na educação de crianças e adolescente. No cenário atual, o pensamento retrógrado ainda persiste, principalmente, no que tange aos maus-tratos as crianças no Brasil. Com isso surge os desafios no combate da violência, que persiste enraizado na sociedade, seja pelo o reflexo histórico seja pela falta de debates.
Convém ressaltar, a princípio que o reflexo histórico é um fator determinante para persistência do problema. De acordo com o filósofo Pierre Bourdieu embora possua liberdade de escolha, o indivíduo é primordialmente, influenciado pelos hábitos arraigados no contexto social. Por a familia adotar atos de violência passados pela geração anterior, acaba contribuindo na manutenção da persistência desse crime, assim alimentando a ideia que só batendo que educa.
Além disso a falta de debates sobre os maus-tratos sofridos por crianças e jovens, dificulta na solução do problema. Nesse sentido o filósofo Schopenhaver defende que o limite do campo de visão de uma pessoa determina seu entendimento do mundo isso justifica outra causa do problema: Se as pessoas não tem informação séria sobre as consequências que essas violências causam nas crianças, sua visão será limitada dificultando a solução da problemática.
Portanto, para que o combate aos maus-tratos a crianças e adolescente, deixe de ser um desafio, medidas precisam ser tomadas.
Para que isso ocorra o MEC devem desenvolver palestras em escolas, a serem webconferenciadas nas redes sociais desses órgãos por meio de entrevistas com pessoas que devido agressão sofrida na infância desenvolveram doenças psicológicas e especialistas no assunto, com o objetivo de trazer mais conhecimento sobre o tema e aniquilar esse problema. Em suma, é preciso que se aja agora, pois, como constatou anne frank: "Que maravilha é ninguém precisar esperar um único momento para melhorar o mundo".
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Athesui maiconpgtu anaclaradll jheromagn[…]

O artigo 6º da constituição fed[…]

O romance "Lolita " de 1955,escrito pelo[…]

Limites do humor

Atualmente, o tema limitës do humor é […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM