Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
Por emycostab
#54834
O filósofo e sociólogo Levy Pierre, afirma que toda nova tecnologia cria seus excluídos. Tal alegação, se faz presente dentro da sociedade brasileira, uma vez que os desafios do ensino a distância são muitos, pois nem toda parcela do corpo discente e docente possui condições financeiras para o acesso à internet e tampouco afinidade com os meios tecnológicos que esse modelo de aprendizagem exige. Nesse sentido, o entrave se dá devido a uma grave disparidade econômica social, e a persistência do analfabetismo digital.

Diante desse cenário, a desigualdade entre as condições monetárias dentro da sociedade, acaba se tornando um obstáculo na educação a distância, visto que nem todo aulista assim como professor, possui recursos para financiar internet e acessar as aulas, muito menos para adquirir os dispositivos tecnológicos que se devem utilizar para isso. Dessa forma, a comunicação se torna dificultosa, a relação entre educador e aluno é inexistente, acarretando a um baixo desenvolvimento e consequentemente uma ineficácia do ensino, já que se nem todos podem ter acesso, logo não pode ser julgado como de qualidade.

Além disso, a ignorância digital também é um dos fatores agravantes, pois, a falta de conhecimento no manuseio das plataformas digitais necessárias, gera um constrangimento e consequentemente uma falta de interesse em relação as aulas. Essa falta de afinidade é um problema, porque, esse é o meio de ligação entre o estudante e a unidade de ensino em questão. Se não houver um conhecimento sobre como utilizar, logo, faltará comunicação, prejudicando a performance e rendimento do aluno e também da escola, que será mal avaliada devido a essa baixa eficiência.

Portanto, cabe ao Estado, criar programas que garantam o acesso gratuito à internet para as aulas a distância, por meio de parcerias com empresas tecnológicas, para garantir o acesso de todo corpo educacional aos canais digitais.
Ademais, compete também ao ministério da educação juntamente com ao MCTIC (ministério da ciência, tecnologia, inovações e comunicações) , promover em escolas através de cursos gratuitos, o ensino dos conceitos essenciais do mundo tecnológico, a fim de amenizar o analfabetismo digital que é um dos grandes desafios do ensino a distância. Dessa maneira, a afirmação dada por Levy Pierre, poderá se dissipar ao poucos dentro do contexto educacional.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A ajuda da tecnologia para a educaçã[…]

jherodrigues poderia dar uma olhadinha na minha […]

Liberdade de expressão

Pedrinho11 vai fazer da pmsp ? sim

jherodrigues , obgggg, então qual seria a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM