Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#39864
A campanha de vacinação foi implantada no Brasil por Oswaldo Cruz, visando conter o surto de doenças no Rio de Janeiro, desencadeado pelas precárias medidas sanitárias da cidade. No entanto, devido à violência dos profissionais contra a população, forçada a participar do movimento de saneamento, e grotesca desinformação por parte do governo, as primeiras controversas e desconfianças acerca dos efeitos da vacina no corpo ganharam popularidade e podem ser vistas até nos dias atuais, com argumentos reforçados e bastante persuasivos.

Em primeiro lugar, é primordial destacar a importância da vacina para o bem-estar de toda a comunidade, diante de um cenário contemporâneo tecido pela globalização e intensa interação entre indivíduos, às vezes numa única região. Caberia aos cidadãos, portanto, a responsabilidade de apresentar um comportamento altruísta e ético, o qual viria a contribuir para o controle de infecções e, inevitavelmente, o surgimento da chamada "Ordem Social", defendida pelo sociólogo Augusto Comte, onde as pessoas passam a agir de forma conjunta e coerente umas com as outras, reduzindo chances de desestabilização em algum setor social.

Todavia, não é essa a realidade. Utilizando de principal tese a Revolta da Vacina de 1904, grupos contrários à campanha de imunização crescem incessantemente nas redes sociais, sustentada pelo avanço das denominadas "fake news", as quais convencem classes importantes, como pais de crianças e idosos, de situações ou consequências irreais proporcionadas pelas vacinas. Logo, há a quebra de comunicação adequada entre a sociedade e Estado, uma vez invalidada as campanhas de conscientização e ocorrida a baixa nos índices de procura de postos de saúde em épocas importantes do ano, além do aumento dos riscos de retorno das doenças erradicadas.

Sendo assim, medidas para contornarem tal onda de desinformação são urgentes. Como complemento e fortalecimento às campanhas já feitas pelo Ministério da Saúde, é necessária a união entre as Secretarias de Educação e Saúde de cada cidade, as quais, com o apoio governamental e de agentes de segurança cibernética, do Ministério da Segurança, podem criar um sistema de reconhecimento de notícias falsas, adequado a cada rede social, e também expandirem os pontos geográficos de vacinação, através da disponibilização de escolas e demais espaços públicos, a fim de que haja maior facilidade locomotiva aos moradores de regiões desfavoráveis e, desta forma, maiores chances de procura, que viria a destravar a melhor qualidade de vida dos cidadãos.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Mensagem

Toda hora eu recebo uma mensagem para avaliar a pl[…]

Geralcinoj Ashiley Alguém poderia corri[…]

Olá, MatheusM33 . Você me marcou em […]

A declaração Universal dos Direitos […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM