Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#50245
De acordo com o Artigo 1° da Declaração Universal dos Direitos Humanos: "Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos". Contudo, no Brasil, o direito a saúde encontra-se oposto a isso, visto que essa prerrogativa não tem se consolidado com ênfase na prática quando se observa os desafios da saúde pública no Brasil, posto que não só está presente a negligência governamental, como também é vigente a "formação de mercado" dos profissionais de saúde.

Antes de tudo, é válido ressaltar a notória ausência de medidas governamentais para combater os desafios da saúde pública no Brasil. Nesse sentido, pode-se observar tal adversidade durante a pandemia do coronavírus em 2020, o que acometeu a falta de recursos e equipamentos nos hospitais públicos devido a escassez de verbas públicas destinadas ao sistema de saúde dos mesmos. Essa problemática, segundo as ideias do filósofo contratualista John Locke, configura-se como uma violação do "contrato social", já que o Estado não cumpre sua função de garantir que os cidadãos desfrutem de direitos indispensáveis, como a saúde, o que infelizmente é evidente no país.

Ademais, é fundamental apontar a formação atual dos profissionais de saúde, a qual é condicionada ao sistema lucrativo, como impulsionador dos problemas encontrados na saúde pública no Brasil. Similarmente, o filme "Patch Adams - O amor é contagioso" mostra o quão automatizado é o conhecimento dos profissionais de saúde em relação à medicina, o qual é voltado primordialmente ao sistema capitalista em sobreposição ao sistema humano e social. Diante de tal exposto, prevê-se a necessidade de uma manutenção do próprio sistema de saúde no Brasil. Assim, é inaceitável que o cenário dos problemas mencionados continue a persistir.

Portanto, é essencial combater esses obstáculos. Para isso, é mister que o Ministério da Saúde, por meio de verbas governamentais, dedique recursos aos hospitais e a todos os sistemas públicos de saúde, primordialmente aos de maior carência. Somando-se a isso, demonstrar aos profissionais de saúde, por meio de propagandas, a vigorosa importância de se colocar os sistemas humanos e sociais acima do sistema lucrativo, no intuito de dar estabilidade e saúde a toda população, ao mesmo modo de se formar profissionais responsáveis pela profissão. Desse modo, se consolidará uma sociedade mais justa, onde o Estado desempenha corretamente seu "contrato social", tal como afirma John Locke.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Desde a terceira revolução industria[…]

A saúde mental é um fator de risco n[…]

No cenário atual encontra-se muitas pessoas[…]

São Tomás de Aquino defendeu que tod[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM