Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#54489
Depressão é um transtorno psicológico bem recorrente na sociedade brasileira, onde a pessoa apresenta quadros de humor deprimido, falta de motivação, tristeza, entre outros. Se não diagnosticada e tratada desde cedo, existem grandes riscos do indivíduo se suicidar. Contudo, a falta de apoio especializado e banalização do transtorno dificulta o tratamento, bem como a posição da escola frente ao problema.
O terapeuta é o profissional especializado nas questões mentais do ser humano. Porém, a visão errônea de que a terapia psicológica é para "gente louca" afasta a necessidade de comparecer às sessões de tratamento, e assim resultando na piora do quadro. Durante esse período de afastamento, o indivíduo sofre sozinho e acredita que é somente um cansaço e tristeza temporários ou que realmente ninguém o entende (salvo exceções). Nesse momento é de extrema importância, também a participação familiar e dos amigos.
Outra questão a ser discutida é a grande pressão dos adolescentes durante o período escolar. A preocupação em atingir boas notas e ser aprovado num concurso público ou vestibular desenvolve grandes cargas de estresse e ansiedade, que também são sintomas da depressão. Em especial, a transição do ensino fundamental inédito e a faculdade deveria ser acompanhada de perto pela escola no quesito emocional e não somente na obtenção de boas notas. Essa falta de acompanhamento desmotiva o aluno, que não alcança a nota desejada e perde ou desiste da escola por ser muito difícil e assim pode criar um quadro depressivo.
Concluindo, a depressão é um caso sério que precisa de acompanhamento psicológico e psiquiátrico, juntamente com o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação para a implantação eficaz de tratamento e prevenção de casos nas escolas com palestras para os alunos e cursos para os diretores, coordenadores e corpo docente de caa instituição para que os índices diminuam entre os jovens.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido adequadamente, porém de forma previsível, com pouco avanço em relação ao senso comum ou, embora o texto demonstre domínio adequado do tipo textual exigido, a progressão textual apresenta algum problema.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, ou seja, os argumentos estão pouco articulados, além de relacionados de forma pouco consistente ao ponto de vista defendido.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#54529
Miniglossário
Desvio: problema de gramática ou de convenções de escrita.
Falha: problema de estrutura sintática.
Inadequação: problema de coesão.
Monobloco: redação constituída por um único parágrafo, configurando um bloco maciço de períodos sem qualquer organização paragráfica identificável.
Operadores argumentativos: elementos que são responsáveis pelo encadeamento dos enunciados, estruturando o texto e determinando a orientação argumentativa.
Parte embrionária: introdução, argumentação ou conclusão muito curta devido a sua pouca produção.
Sem direção: redação que apresenta informações, fatos e opiniões de forma caótica ou desconexa, isto é, um aglomerado de palavras, frases ou ideias que não se articulam entre si em defesa de um ponto de vista.
...
...
Correção da redação
Usuário(a): @Leite

Tipo de correção:
(X) Detalhada
(X) Completa

Legenda:
desnecessário ou redundante
(elementos da proposta de intervenção)
erro correção
linguagem confusa
mandou bem
"melhorável"
(w): observação
repetição

Depressão é um transtorno psicológico bem recorrente na sociedade brasileira, onde no qual (1) a pessoa apresenta quadros de humor deprimido, de falta de motivação, e de tristeza, entre outros. Se não diagnosticada e tratada desde cedo, existem grandes riscos do indivíduo se suicidar suicidar-se. Contudo (2), a falta de apoio especializado e a banalização do transtorno dificultam (3) o tratamento, bem como a posição da escola frente ao problema (4).
O terapeuta é o profissional especializado nas questões mentais do ser humano. Porém, a visão errônea de que a terapia psicológica é para "gente louca" afasta a necessidade de comparecer às sessões de tratamento, e assim resultando o que resulta na piora do quadro. Durante esse período de afastamento, o indivíduo sofre sozinho e acredita que é são somente um cansaço e uma tristeza temporários ou que realmente ninguém o entende (salvo exceções). Nesse momento, é de extrema importância, também a participação familiar e dos amigos. (5)
Outra questão a ser discutida é a grande pressão dos adolescentes durante o período escolar. A preocupação em com atingir boas notas e com ser aprovado num em um concurso público ou em um vestibular desenvolve leva ao desenvolvimento de grandes cargas de estresse e de ansiedade, que também são sintomas da depressão. Em especial, a transição do para o ensino fundamental inédito e para a faculdade deveria ser acompanhada de perto pela escola no quesito emocional e não somente na obtenção de boas notas. Essa falta de acompanhamento desmotiva o aluno, que não alcança a nota desejada e perde ou desiste da (6) escola por ser muito difícil devido à dificuldade, e assim pode criar (7) o que pode criar um quadro depressivo. (8)
Concluindo Conclui-se, portanto, que a depressão é um caso sério que precisa de acompanhamento psicológico e psiquiátrico, juntamente com o. O (9) Ministério da Saúde (agente) e deve fazer uma parceria com o Ministério da Educação (agente) para a implantação eficaz de tratamento e de prevenção de casos nas escolas (ação), com a realização de palestras para os alunos e de cursos para os diretores, para os coordenadores e para o corpo docente de cada instituição (meio), para a fim de que os índices (10) diminuam entre os jovens (finalidade)(11). (12)

Observações:
(1) "onde" é só para lugares físicos.
A situação onde me encontro é complicada => ERRADO
A situação em que me encontro é complicada => CERTO
A situação na qual me encontro é complicada => CERTO
A cidade onde vivo é grande => CERTO
A cidade em que vivo é grande => CERTO
A cidade na qual vivo é grande => CERTO
(2) "contudo" é uma conjunção adversativa, como "porém". Não é esse o sentido da frase.
(3) O verbo concorda com "apoio" e com "banalização". O sujeito tem dois núcleos (composto).
(4) Muito bem! Antecipar os seus argumentos fortalece o projeto de texto. Entretanto, o segundo argumento ficou confuso, pois o sujeito "a posição da escola frente ao problema" não é sucedido por um verbo que complete seu sentido. Pode parecer para você, como autor da redação, que isso ficou subentendido pelo contexto, mas sintaticamente não ficou.
(5) Suas ideias são boas, e você consegue construir uma linha de raciocínio relativamente lógica. Há, no entanto, dois problemas: falta de embasamento e excesso de exposição. Procure argumentar mais, trazendo comprovações para o que você afirma.
(6) "perde da" não existe com esse sentido. Quando houver dois verbos em uma mesma frase, veja se o complemento serve para ambos.
(7) Da forma que você escreveu, o verbo criar faz referência a "aluno".
(8) Em linhas gerais, esse parágrafo tem os mesmo defeitos e as mesmas qualidades que o anterior.
(9) Aqui há um problema de coesão.
(10) Índices do quê? Eu sei a resposta, mas é preciso que esteja escrito. A omissão de termos, se utilizada corretamente, é uma ótima maneira de promover a coesão; deve-se ter cuidado, porém, para não omitira algo que não poderia ser omitido.
(11) Faltou o detalhamento.
(12) É recomendável que você escreva uma frase de fechamento, de preferência retomando algum repertório.

Notas:
C1 - 120
Justificativa: há alguns desvios gramaticais.
C2 - 120
Justificativa: não há repertório (dados, citações, alusões históricas, referências "pop"...).
C3 - 120
Justificativa: a argumentação e a organização poderiam ser aprimoradas. Argumente mais, exponha menos.
C4 - 160
Justificativa: boa articulação, com poucas inadequações.
C5 - 160
Justificativa: proposta com quatro dos cinco elementos necessários.

Total - 680
Continue praticando!!! Conte comigo para melhorar!!!


Referências
Material de leitura dos corretores do ENEM: apostila-manual-de-leitura-dos-corretor ... 15107.html
Uso do "onde": https://educacao.uol.com.br/disciplinas ... alavra.htm

...
Se puder, doe para o projeto, por favor: donation/index.html
Os usuários que contribuírem terão benefícios no meu sistema de correções.
#54530
Materiais de apoio sugeridos para você:

Competência 1
Paralelismo sintático: paralelismo-sintatico-c1-t15138.html
Vírgula e outros sinais de pontuação: virgula-e-outros-sinais-de-pontuacao-c1-t15059.html

Competência 2
Repertório sociocultural: repertorio-sociocultural-c2-t15074.html

Competência 3
Lógica da argumentação: logica-da-argumentacao-c3-t15124.html
Projeto de texto: projeto-de-texto-c3-t15094.html
Exercícios sobre habilidades argumentativas (opcional): exercicios-sobre-habilidades-argumentat ... 28899.html

EXTRA
Vídeo "Depressão e suicídio - Tema quente ENEM 2018", do canal Jana Rabelo.

Bons estudos! ;)

É um direito do ser humano viver em uma mor[…]

O que a sociedade aprendeu com a pandemia? O mome[…]

O Bullying

O que a sociedade aprendeu com a pandemia? O mome[…]

Combate ao tráfico humano no Brasil O tr&a[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM