Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#61095
O jornalista Gilberto Dimenstein ao escrever a obra "Cidadão de Papel", afirmou que a consolidação de uma sociedade democrática exige a garantia dos direitos fundamentais de um povo. No entanto, ao observar o acesso divergente ao cinema em todo território brasileiro, constata-se que esse direito não tem sido devidamente assegurado na prática.

Em primeira análise, torna-se evidente o fator sociocultural. Sob tal perspectiva, conforme o pensador Émile Durkheim, a sociedade deve ser analisada de maneira crítica e distanciada do senso comum. Nesse sentido, a proposta do sociólogo pode ser aplicada ao analisar a dificuldade de ingressão dos cidadãos de classe baixa aos eventos culturais privados relacionada aos fatores locacionais e econômicos. Destarte, discorrer criticamente essa problemática é o primeiro passo para a consolidação de um país equânime.

Ademais, é cabível pontuar que a ineficácia das leis corrobora para a persistência de vicissitude. A respeito, o filósofo grego Aristóteles afirmou que o objetivo da política é promover a vida digna aos cidadãos. Nessa lógica, a conjugativa contrasta o ideal aristotélico, posto que uma grande parcela da população não pode usufruir desses bens culturais, direito garantido pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948. Assim, medidas precisam ser tomadas pelas autoridades competentes, de modo a atenuar o revés.

Infere-se, portanto, que o imbróglio abordado precisa ser solucionado. Logo, o Governo federal, em parceria com a Secretária da Cultura irá criar programas sociais a fim da integração das famílias de baixa renda ao cinema, por meio da instalação desses meios próximos às comunidades. Além de reduzir os preços das taxas de entrada a um nível acessível para a população. Feito esses pontos, com a visão crítica de Durkheim e a justiça de Aristóteles, a sociedade brasileira deixará de ser uma "Comunidade de Papel", como enfatizou Dimenstein.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 193

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 187

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#61203
@Riansantos

O jornalista Gilberto Dimenstein ao escrever a obra "Cidadão de Papel", afirmou que a consolidação de uma sociedade democrática exige a garantia dos direitos fundamentais de um povo. No entanto, ao observar o acesso divergente ao cinema em todo território brasileiro, constata-se que esse direito não tem sido devidamente assegurado na prática.
Boa introdução, mas é interessante citar seus dois argumentos também para que sua tese fique explícita e tenha um projeto de texto bem evidente, contando muito na competência 3.

Em primeira análise, torna-se evidente o fator sociocultural. Sob tal perspectiva, conforme o pensador Émile Durkheim, a sociedade deve ser analisada de maneira crítica e distanciada do senso comum. Nesse sentido, a proposta do sociólogo pode ser aplicada ao analisar a dificuldade de ingressão dos cidadãos de classe baixa aos eventos culturais privados relacionada aos fatores locacionais e econômicos. Destarte, discorrer criticamente essa problemática é o primeiro passo para a consolidação de um país equânime.
Bom desenvolvimento, mas tente se aprofundar um pouco mais na argumentação caso você perceba que sobraria linhas.

Ademais, é cabível pontuar que a ineficácia das leis corrobora para a persistência de vicissitude. A respeito, o filósofo grego Aristóteles afirmou que o objetivo da política é promover a vida digna aos cidadãos. Nessa lógica, a conjugativa contrasta o ideal aristotélico, posto que uma grande parcela da população não pode usufruir desses bens culturais, direito garantido pela Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948. Assim, medidas precisam ser tomadas pelas autoridades competentes, de modo a atenuar o revés.
Aqui também dava para argumentar de maneira mais forte, mas é com certeza um bom desenvolvimento.

Infere-se, portanto, que o imbróglio abordado precisa ser solucionado. Logo, o Governo federal, em parceria com a Secretária da Cultura (agente) irá criar programas sociais (ação) a fim da integração das famílias de baixa renda ao cinema (efeito), por meio da instalação desses meios próximos às comunidades (meio). Além de reduzir os preços das taxas de entrada a um nível acessível para a população (ação). Feito esses pontos, com a visão crítica de Durkheim e a justiça de Aristóteles, a sociedade brasileira deixará de ser uma "Comunidade de Papel", como enfatizou Dimenstein.
Acredito que falta o detalhamento na sua proposta.

Bom texto, só se aprofunde um pouquinho mais na argumentação que já está boa e procure deixar o detalhamento mais evidente na proposta. Bons estudos! :D

Cami23 muito obrigada!!! :D

O Saneamento básico no Mundo é um do[…]

A Declaração Universal dos Direitos […]

dudaramos1 , por nada, precisando estamos aqui! 😘

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM