Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#42582
Na obra “21 Lições para o século 21” do historiador Yuval Noah Harari, denota-se a imperfeição da sociedade, padronizada por uma enchente de problemas. Essa visão é avigorada no hodierno cenário brasileiro, com seus argumentos efetivados pela falta de democratização do acesso ao cinema, já que a adversidade é um problema e persiste na realidade, fortalecendo a desigualdade social. Tal conjuntura viabiliza-se pela insuficiência legislativa, crescente em função a inatividade governamental, e defronte à má influência midiática. Sendo assim, o debate acerca desses aspectos torna-se substancial a fim de pleno funcionamento da sociedade.
A priori, é indubitável que a ascendente necessidade legislativa se dá pela não atuação governamental na confecção de medidas que tangem tal problemática. Afinal, segundo Maquiavel, “mesmo as leis bem ordenadas são impotentes diante dos costumes”. Assim, o que se verifica, na perspectiva do filósofo, é uma insuficiência da legislação, se esta não vier atrelada a políticas públicas que ajam na base cultural do problema, como na questão da escassa acessibilidade ao cinema no Brasil. Decerto, faz-se mister a ação das autoridades para evitar essa situação de vulnerabilidade social vivida pela população mais pobre, cujo se vê descentralizada devido a uma expansão visando capital e que individualizou o acesso à sétima arte, segundo a agência Ancine.
Outrossim, consoante Noam Chomsky — sociólogo norte-americano —, a mídia tem grande papel de influência no pensamento da massa. À vista disso, seu silenciamento torna-se um empecilho na resolução de inúmeros problemas, precipuamente em razão da falta de democratização do cinema no Brasil que empodera a desigualdade social, tornando exclusivo seu acesso e impedindo regiões de renda mais baixa, onde não há o atendimento devido, de usufruírem da arte cinematográfica. Neste sentido, sobre a preponderância dos mecanismos de comunicação social, pode-se observar que os consideráveis transmissores de conhecimento não trazem à pauta da inclusão do cinema no Brasil e há carência de tais discussões no mundo atual para sua enfim resolução.
Portanto, para que a adversidade seja minimizada, é vital a intervenção das autoridades competentes. Logo, necessita-se que o governo federal, consórcio ao Congresso Nacional, sancione leis, como ação, para o público em geral, de modo inclusivo, por finalidade de aumentar a disponibilidade do cinema, com foco em regiões descentralizadas, diminuindo a desigualdade. Conseguinte, esta enfim atuação governamental irá atingir tal objetivo por meio de campanhas efetivadas pelo congresso e divulgadas pela mídia, para acabar com a imposição da imprensa, oferecendo o acesso gratuito ao cinema e promovendo a criação de shopping centers nessas regiões. Porventura, assim, distanciar-se-á o panorama tupiniquim da descrição pejorativa de Harari.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

☆Parabéns Pelo Primeiro Parágrafo De[…]

Segundo o sociólogo polonês Zygument[…]

Os filmes "Tropa de elite e Tropa de elite 2:[…]

O filósofo francês Sartre defende que[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM