Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#47026
Constituição Federal de 1988, é mérito do Estado a plena distribuição de arsenais da cultura brasileira. Entretanto, é perceptível que tal panorama faz-se incongruente no Brasil contemporâneo, dado que, comumente relata-se uma ínfima irregularidade na perpetuação do conhecimento, seja pela omissão governamental, seja pela desigualdade social. Nesta perspectiva, cabe analisarmos possíveis consequências e soluções para o entrave no contexto social.

Em primeira análise, é evidente que a falta de respaldo por parte do governo desintegra a democratização da cultura no Brasil. A série de ficção científica"3%" aborda acerca de uma realidade utópica, onde substancial parcela da população é submetida a uma seleção com o fito de uma vida melhor, de modo a incluir no prêmio soberano uso de cultura. Analogamente à obra, a conjuntura social apresenta semelhante problema, visto que é notória a ausência de ações em questão a temas ligados à quota populacional inferior, de modo a elitizar um direito universal e assim negar aos excludentes uma virtude oriunda do positivismo do filósofo Augusto Comte.

Ademais, é válido salientar a presença de uma economia capitalista na origem do revés. A esse respeito, Karl Marx em sua obra" O Capital", disserta que, tamanha assimetria é existente em razão da discrepância salarial entre burgueses e proletariados. Não distante da teoria, é nítido no tecido social o exercício da problemática, uma vez que o poder socioeconômico e não mais o "ordem e progresso" de Comte passou a ser um agente regulador na participação social, renegando aos cidadãos de baixa classe sua própria cultura e consequentemente o sentimento de pertencimento. Logo, faz-se necessário mudar esse cenário flagelador o mais rapidamente.

Portanto, é ‘mister’ que o Estado, por intermédio do Ministério da Cultura, promova projetos sociais em comunidades carentes, a partir da  doação e/ou promoção de bilhetes para entradas em ocasiões de lazer, como cinemas, teatros, ‘shows’ e afins. Além disso, é de total responsabilidade da Escola e dos familiares, demonstrar os direitos que os educandos possuem com relação à cultura, a começar por atividades extracurriculares. Tudo isso com o alvo de promover a democratização da cultura de maneira mais acentuada e requerer a Constituição Federal de 1988.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A obra “O Grito”, do pintor Edvard Mun[…]

Nota 680. Competência I: 160 (Voc&eci[…]

analfabetismo no Brasil

Atualmente, o analfabetismo ainda tem sido um prob[…]

De acordo com o sociólogo Émile Durk[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM