• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por 019
#75145
Sabe-se que os professores são o principal meio de conexão entre o indivíduo e o conhecimento, porém, a desvalorização desta profissão influencia na taxa de estudantes que escolhem a área pedagógica. Além disso, o artigo 1° da Declaração Universal dos Direito Humanos defende que "todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direito". Sendo assim, contextualiza-se a problemática de não negligenciar a necessidade de vencer os desafios da formação de professores no Brasil. Deste modo, é fundamental analisar as variáveis presentes neste aspecto, por exemplo, a falta de formação adequada de docentes. Diante da situação apresentada, é indispensável reverter tal cenário com o objetivo de valorizar a educação e a formação adequados destes profissionais.

Em abordagem inicial, deve-se analisar a questão com ênfase em seus aspectos educacionais. Neste sentido, o filósofo Platão discorre sobre o Mito da Caverna: em que é retratada a relação estabelecida entre os conceitos de escuridão, ignorância, luz e conhecimento. Assim, ele revela a importância da educação e da aquisição do conhecimento, sendo esse o instrumento que permite ao homem estar a par da verdade, e estabelecer o pensamento crítico. No entanto, a falha do poder Estatal em promover a valorização do lecionador, impede a evolução intelectual do indivíduo, e o deixa em um estado de desinformação e incultura, como mencionado pelo pensador. Nesta perspectiva, é válido evidenciar que o Banco Internacional de Desenvolvimento (BID) lançou uma análise feita pelo documento Profissão Professor na América Latina, com cálculos baseados no ENADE 2008, que cerca de 20% dos estudantes escolheram a carreira pedagógica como profissão alternativa e, em 2014, este número caiu para 6,8%.

Outro ponto relevante nesta temática, é a carência da capacitação do indivíduo. De maneira análoga, o filósofo Aristóteles, no livro "Ética a Nicômaco" diz que a política existe para garantir a felicidade dos cidadãos. No entanto, de acordo com o Censo Escolar 2014, dentre 2,2 milhões de docentes que prestam serviço na educação básica do país, cerca de 24% não possui formação apropriada, tendo em vista que, a pesquisadora Bernadete Gatte, vice-presidente da Fundação Carlos Chagas, afirma: se nós não cuidarmos dos professores da educação básica, estaremos fadados a continuar tendo dados educacionais de baixo nível.

De acordo com o quadro exposto, medidas são necessários para lidar com a problemática. Portanto, o Ministério da Educação deve promover o incentivo à carreira de lecionador, por meio de mídias sociais e bolsas de estudos, visando atrair indivíduos para essa profissão. Já, o mesmo órgão referido deve fazer ajustes em métodos de ensino e aplicar diretrizes mais rígidas para a formação de docentes, visando capacitá-los adequadamente. A partir dessas medidas, a problemática será amenizada ou, na melhor das hipóteses, solucionada.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Oi Hector, acabei de ler a sua redaçã[…]

O cinema brasileiro é um produto cultural q[…]

Com a ascensão da "pandemia do covid-1[…]

No filme Maze Runner é retratado um mundo p[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM