Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#57921
A música do artista MC Poze, “Vida de chefe”, aborda a opulência de um modo de vida focado em parceiros sexuais, veículos de luxo e outras regalias, caracterizando o “funk ostentação”, estilo muito apreciado entre os jovens. No entanto, o apreço que a juventude tem por esse gênero musical é fruto de um problema cada vez mais presente no Brasil, país que, por ser periférico, é bombardeado com as inovações capitalistas das potências internacionais, dando origem a hábitos de compra elevados. Assim, convém analisar a questão do consumismo entre os adolescentes brasileiros, a fim de propor soluções efetivas para a redução dessa mazela, ao observar de que modo a mídia e o imperialismo contribuem para seu aumento.
Em primeiro lugar, é necessário considerar a influência da mídia em gastos exacerbados. A publicidade se apoderou, por exemplo, da manifestação cultural que é o funk para a inserção dessa prática na mente do brasiliano noviço, sem, todavia, limitar-se somente a esse aspecto. Não apenas em músicas, o pensamento consumista é propagado nos meios de comunicação das massas em geral, como televisão, rádio e redes sociais, reproduzindo padrões de vida utópicos que levam o jovem a querer ter aqueles produtos, uma vez que são anunciados como sinônimos de felicidade. Roupas de marca, adereços, cosméticos, uma infinidade de aquisições que são empurradas ao consumidor jovem a todo instante, formando, assim, mais um integrante de uma sociedade pautada em bens materiais.
Em segundo lugar, cabe observar a ação das potências do capitalismo, pois o Brasil, como pátria da América Latina, não poderia estar de fora do sucinto imperialismo que ocorre atualmente. Dados reunidos pela empresa de pesquisa de mercado HSR Specialist Researches mostram que Apple, Google, Coca-Cola, Amazon e Nike, empresas bem distintas em suas áreas de atuação, possuem algo em comum: figuram o topo da lista das marcas preferidas pelos consumidores jovens, mas não só isso, como são também todas estrangeiras. Isso leva à reflexão sobre a maneira pela qual países como Estados Unidos, em sua busca por clientes, semeiam o consumismo nas terras brasileiras, sob a ilusão de um estilo de vida que se assemelha ao de seus próprios residentes, atraindo e muito a população mais nova.
Dessa forma, é papel do Ministério da Cultura, em conjunto com o das Comunicações, promover campanhas informativas em diferentes veículos, como televisão e internet, que tornem a juventude apta a identificar a influência midiática em seus hábitos de consumo, a fim de alertar sobre as raízes do consumismo e as suas consequências entre os adolescentes. Não só isso, é função dos mesmos órgãos incentivar a promoção de produtos e marcas locais, de modo que os garotos e garotas do Brasil adquiram mais desses produtos em vez de comprar exclusivamente de empresas estrangeiras. Com essas medidas, gradualmente, será possível observar a diminuição do hábito de compras compulsivas entre os jovens brasileiros, cujo pensamento não deve ser moldado a partir do modo de vida utópico exibido na publicidade.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A desigualdade entre as regiões brasileiras[…]

GabiNatali você poderia corrigir? 🙋🏼‍♀[…]

dúvida sobre coesao

em uma redação eu posso escrever v&i[…]

Na série norte-americana “House&rdquo[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM