Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#41399
Em 1992, ocorreu o massacre do Carandiru, no qual agentes policiais do estado de São Paulo, na tentativa de conter a rebelião instaurado no presídio, mataram 111 detentos que, segundo relatos, já haviam se rendido. Essa realidade caótica vem acompanhando o Brasil até hoje, acarretando na crise do sistema penitenciário do país, causada tanto pela falha na questão socioeducativa quanto pela negligência do governo para com os presidiários.
Em primeiro plano, temos a deficiência no âmbito educacional e social, o que acaba gerando "brechas" para o caminho da criminalidade. A frase "Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda" do pensador e educador Paulo Freire, evidência o papel da educação na construção de um bom convívio coletivo, pois uma das funções da escola é gerar cidadãos que tenham senso crítico e consciência de valores, como honestidade. Porém, a falta de projetos voltados para a ocupação dos jovens e crianças, e o sucateamento dessa área, geram aberturas para caminhos ilícitos.
Além disso, o descaso e o esquecimento por parte do governo para com aqueles que já estão presos, contribui para perpetuação da crise no sistema prisional. Rebeliões em presídios são frequentemente reportadas pela mídia, na qual os presos queimam colchões ou estendem, uma maneira de se manifestarem acerca das condições precárias a que estão submetidos, como superlotação e má-alimentação. A falta de investimento governamental e a quantidade insuficiente de verbas repassadas para o sistema, se comparada com o número de detentos, não conseguem cumprir o objetivo principal do sistema, que é a ressocialização do detento, para que ele possa voltar a conviver em comunidade.
Portanto, medidas são necessárias para comermos a "diluir" a crise no sistema penitenciário brasileiro. Para isso, o Ministério da Educação em conjunto com organizações Não-Governamentais de cada região, devem criar projetos educacionais em parceria com as escolas, de forma a atrair os jovens e crianças, para quê ocupem o tempo de maneira integral, pois só assim, "cortando o mal pela raiz", começaremos a desfazer a crise no sistema prisional brasileiro.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Assim como apresentado no grandioso filme da Disne[…]

Primeiramente com os avanços da tecnologia […]

O artigo sexto da Constituição Feder[…]

Ashiley , obg

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM