• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por ErickBuzZ
#83743
Desde os primeiros anos da pré-escola os brasileiros são ensinados sobre o ciclo da água, a forma quase que "mágica" com que águas das nascentes voltam para lá através da condensação, evaporação e precipitação. Algum tempo depois, aprendem que o círculo é a forma perfeita da natureza: economiza recursos, evita desperdícios além de ser infinita. Talvez, em algum momento dessa confusão científica, física e matemática, o brasileiro entendeu erroneamente que a água em si é infinita e passou a promover a pior gestão de recursos hídricos da sua história e desperdício sem precedentes. O resultado? A pior crise hídrica dos últimos noventa e um anos segundo a Agência Nacional de Águas (ANA).

Os reflexos da má gestão de recursos hídricos podem ser vistos por todo, mas em especial na maior metrópole da América Latina os rios Tietê e Pinheiros dão os testemunhos mais graves que a negligência é cotidiana na realidade do país. Apoiado a isso, não raro vemos nascentes de água sendo soterradas em terrenos de construções, córregos sendo canalizados diretamente para o esgoto e nenhum projeto nacional ou regional que promova o aproveitamento de volumes pluviométricos.

Todavia, seria injusto colocar única e exclusivamente sobre a tutela do Estado a culpa sobre a crise atual, pois a realidade dos fatos aponta também sobre a sociedade seu indicador de julgamento. Não raro ao passar por qualquer um dos bairros de São Paulo em um final de semana vemos a população contrariando as recomendações mais básicas que poderiam ter recebido no jardim da infância: lavar carros, garagens e calçadas utilizando mangueiras. O questionamento que se faz (e não sem um motivo justo) é simples: "Se ao ar livre tomam essas medidas, o quanto mais se desperdiça no sigilo dos seus lares?"

Sendo assim, a intervenção estatal se faz necessária através dos Ministérios da Ciência e Tecnologia, Meio Ambiente, Educação e Infraestrutura promovendo um sistema de captação de águas pluviais a serem enviadas para os reservatórios gerando assim um crédito para o cidadão que será abatido da sua tarifa mensal de água. Além disso, faz-se extremamente necessário promover nas escolas e meios de comunicação disponíveis, sejam eles digitais ou não, uma campanha de conscientização sobre o projeto e das medidas necessárias para o cadastramento no mesmo. Desta feita, o Brasil não será apenas o detentor de um quinto da água doce disponível no planeta, como saberá utilizar esse recurso de forma consciente a curto, médio e longo prazo.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Invisibilidade na sociedade

O romance filosófico "Utopia", re[…]

Olá Hospedar , tudo bem? 😺👋🏻 &[…]

SKKSKDKDK JoaoPedro72 isso é uma obr[…]

Oie, vocês poderiam corrigir minha reda&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM