• Avatar do usuário
#70059
Em 2010 a organização das Nações Unidas, reconheceu o direito à água limpa e segura como direito humano essencial para vida. Entretanto, quando se observa o cenário brasileiro hodierno, percebe-se que esse direito enfrenta entravés para ser consumado, haja vista a crise hídrica. Nesse contexto, configura-se como principais causas do revés a distribuição desigual e o individualismo daqueles que a possuem.
Diante desse cenário, é oportuno pontuar que a distribuição de forma desigual tem íntima relação com problema.A distribuição incongruente de recursos hídricos no Brasil ocorre de forma natural ,de modo que as regiões menos povoadas possuem maior concentração de água. Contudo essa condição faz com que inúmeros lugares do território nacional sofram com a escassez dessas substâncias o que prejudica o desenvolvimento de uma vida saudável em ambos os sentidos levando a população ao adoecimento e causando um colapso no sistema público de saúde.
Segundo o sociólogo polonês Bauman, a modernidade é a época em que a vida social passa a ter como centro existência do individualismo.Nesse contexto é importante ressaltar que parte do corpo social uso de recursos hídricos de forma exacerbada e inconsciente, como banhos longos, de modo que acelera o processo de escassez de destes e compromete o uso de outras pessoas, Dessa forma para o bem social é necessário deixar certas atitudes individualista de lado.
Em suma, observa-se a necessidade de atenuar os desafios relacionados à crise hídrica.Logo agência nacional de águas -órgão encarregado de implementar a política nacional de recursos hídricos-realizar a implementação de cisternas em todo país com de abastecer grandes e pequenas cidades. Além disso o ministério de educação em parceria com agência nacional de águas deve criar por meio midiáticos propagandas que estimule o não não desperdício, com intuito de concientizar a população. Com esse efeito, espera-se a consolidação do direito elencado pela ONU.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

A Constituição Federal, norma de mai[…]

Sua redação está maravilhosa[…]

Acesso ao cinema

Segundo o Artigo 215 da Constituição[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM