• Avatar do usuário
Avatar do usuário
Por ronaldjr
Quantidade de postagens
#84721
As autoridades brasileiras, principalmente no âmbito do poder executivo, têm sido alertadas em sua contemporaneidade acerca dos riscos iminentes de uma crise energética severa no Brasil. Universidades, autarquias e centros de pesquisas – nacionais e internacionais – constatam que a escassez hídrica, cada vez mais constante e duradoura, tem reduzido a capacidade energética das hidroelétricas em todo o país. Além disso, destaca-se que a baixa diversificação da matriz energética nacional, infelizmente, corrobora para o agravamento desta crise.

Em primeira análise, a escassez hídrica vem reduzindo o volume dos reservatórios de água, implicando, portanto, na baixa produção de energia proveniente das hidroelétricas – principal matriz energética do Brasil. Isso se deve a uma somatória de fatores, tais como: o desmatamento de matas nativas, ressaltando a floresta amazônica e o cerrado, pois a transpiração gerada por esses biomas propicia a formação de chuvas locais e o transporte de vapor de água para demais localidades, processo denominado como “rios voadores”; mudanças climáticas, prolongando períodos de secas e, por fim, o uso indiscriminado de água por parte da sociedade, bem como setores da indústria e agronegócio. Deste modo, há uma tendência de reduzir, ainda mais, a disponibilidade de água nos reservatórios e, consequentemente, interferindo negativamente na capacidade energética das hidroelétricas.

Ademais, a carência em fontes alternativas viáveis de energia não possibilita que o país adote medidas que visam à atenuação da crise em curto e médio prazo. A alta disponibilizada de bacias hidrográficas encontradas no país, levou uma concentração na construção de hidroelétricas nas últimas décadas devido ao baixo custo de manutenção e por ser uma energia limpa. Logo, o Brasil não pulverizou sua matriz energética em outras fontes de energia: eólica, solar, queima de gás; gerando, assim, dependência pela matriz dominante e limitação na flexibilidade ao contornar a crise mediante outros meios.

Portanto, em virtude dos fatos mencionados, a escassez de água, recurso vital na produção de energia pelas hidroelétricas, associada à falta de multimodalidade de fontes geradores de energia, contribuem para uma crise energética inevitável anunciada há décadas.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Invisibilidade na sociedade

O romance filosófico "Utopia", re[…]

Olá Hospedar , tudo bem? 😺👋🏻 &[…]

SKKSKDKDK JoaoPedro72 isso é uma obr[…]

Oie, vocês poderiam corrigir minha reda&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM