• Avatar do usuário
Por Kades
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#47768
Um dos desafios da atualidade está relacionado com o crime de racismo presente na sociedade contemporânea. Nesse contexto, percebe-se que a discriminação contra alguém com base em sua raça ainda é uma realidade na sociedade brasileira, tais condutas estão presentes no cotidiano das pessoas e precisam ser abolidas, visto que fere os direitos individuais e coletivos previstos na Carta Magna. Dessa maneira, políticas públicas são necessárias para o tema em questão.
Em primeiro lugar, vale ressaltar que o racismo é uma forma de preconceito, além de ser considerado um crime grave. Segundo o artigo 1º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos”. Acerca disso, cabe mencionar que a luta contra o racismo se alastra por décadas, por uma sociedade que carrega o peso de anos de escravidão. Além disso, nota-se que situações de discriminação ainda ocorrem com bastante frequência e exigem do poder público e da sociedade vigilância constante. Por fim, faz-se necessário que a formulação de ações para o apoio e incentivos de vítimas de preconceito e discriminação sejam realizadas.
Por conseguinte, é mister destacar que a liberdade de se expressar não se confunde com irresponsabilidade. De acordo com a Constituição Federal, “A prática do racismo é crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei”. Assim, percebe-se que o Brasil tem endurecido a ação contra crimes de racismo e injúria racial, além disso, os acusados não têm direito a pagar fiança e não há prazo para o crime ser investigado e julgado. Com isso, é fato que deve ser penalizado o infrator de forma que tal conduta sirva de exemplo para a sociedade, no intuito que ações discriminatórias sejam repudiadas e que as vítimas possam usufruir de seus direitos constitucionais, os quais foram adquiridos por meio de muitas lutas. Por isso, é imprescindível um trabalho focado em determinados grupos, no intuito de conscientizar sobre a prática de racismo.
Portanto, medidas precisam ser tomadas para combater o tema em questão. Logo, cabe ao Governo Federal, em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio de incentivos governamentais, criar programas e ações focados na identificação e punição adequada aos infratores de crimes discriminatórios. Tal ação deve punir o infrator, além de inseri-lo em programas e palestras sobre preconceitos e discriminação, a fim de garantir a igualdade racial, rompendo, de certa forma, o histórico silêncio que persistiu por tantos anos na sociedade. Dessa forma, podem-se atingir resultados satisfatórios.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

0
#47779
Um dos desafios da atualidade está relacionado com o crime de racismo presente na sociedade contemporânea. Nesse contexto, percebe-se que a discriminação contra alguém com base em sua raça ainda é uma realidade na sociedade brasileira, tais condutas estão presentes no cotidiano das pessoas e precisam ser abolidas, visto que fere os direitos individuais e coletivos previstos na Carta Magna. Dessa maneira, políticas públicas são necessárias para o tema em questão.
* Introdução padrão

Em primeiro lugar, vale ressaltar que o racismo é uma forma de preconceito, além de ser considerado um crime grave. Segundo o artigo 1º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos”. Acerca disso, cabe mencionar que a luta contra o racismo se alastra por décadas, por uma sociedade que carrega o peso de anos de escravidão. Além disso, nota-se que situações de discriminação ainda ocorrem com bastante frequência e exigem do poder público e da sociedade vigilância constante. Por fim, faz-se necessário que a formulação de ações para o apoio e incentivos de vítimas de preconceito e discriminação sejam realizadas.

Por conseguinte, é mister destacar que a liberdade de se expressar não se confunde com irresponsabilidade. De acordo com a Constituição Federal, “A prática do racismo é crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei”. Assim, percebe-se que o Brasil tem endurecido a ação contra crimes de racismo e injúria racial, além disso, os acusados não têm direito a pagar fiança e não há prazo para o crime ser investigado e julgado. Com isso, é fato que deve ser penalizado o infrator de forma que tal conduta sirva de exemplo para a sociedade, no intuito que ações discriminatórias sejam repudiadas e que as vítimas possam usufruir de seus direitos constitucionais, os quais foram adquiridos por meio de muitas lutas. Por isso, é imprescindível um trabalho focado em determinados grupos, no intuito de conscientizar sobre a prática de racismo.
* Nada a falar dos desenvolvimentos, estão bem estruturados e com uma boa argumentação

Portanto, medidas precisam ser tomadas para combater o tema em questão. Logo, cabe ao Governo Federal, em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio de incentivos governamentais, criar programas e ações focados na identificação e punição adequada aos infratores de crimes discriminatórios. Tal ação deve punir o infrator, além de inseri-lo em programas e palestras sobre preconceitos e discriminação, a fim de garantir a igualdade racial, rompendo, de certa forma, o histórico silêncio que persistiu por tantos anos na sociedade. Dessa forma, podem-se atingir resultados satisfatórios.
* Trouxe uma conclusão nível enem com uma intervenção completa. Para concurso isso não é necessário, você pode economizar linhas fazendo uma conclusão básica sem precisar de todos os elementos de uma intervenção
* Sugiro que pratique esse tipo de conclusão também, assim você fica preparado caso não tenha mais espaço na prova e precise fazer uma conclusão mais resumida


Espero ter ajudado! Acredito que tiraria uma boa nota com essa redação ;)

Pode me marcar nos comentários da redação que tento ajudar s2 || ENEM & Concurso Público
0

  No que se refere ao passado, o Brasi[…]

A frase "Escolhes um trabalho de que gost[…]

No documentário ‘’Para o Dia Na[…]

Os riscos dos padrões de beleza

"A perfeição é a doe[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM