Avatar do usuário
Por Raquelzinhaz
Quantidade de postagens
#127878
“Banalidade do mal” é um termo criado pela filósofa Hannah Arendt para designar a passividade das pessoas quanto aos impasses que assolam a sociedade. Condizente com esse pensamento é o atual contexto de crianças em situação de rua no Brasil, visto que ele advém da escassa empatia do corpo social somado à displicência estatal. Tais fatores configuram um cenário hostil por conta da propensão à violência infantil e a ausência de direitos básicos.
Sob essa perspectiva, o Estado falha com sua função de garantir a segurança e o bem estar de todos previsto pela Carta Magna. Essa discrepância ocorre por não haver investimentos em casas de abrigo e orfanatos que ofereçam moradia e alimentação decente às crianças em vulnerabilidade. Na rua, elas ficam à mercê da violência como o abuso sexual e o trabalho infantil. E, portanto, é primordial que os políticos e órgãos estatais se mobilizem pois eles têm o papel de melhorar a vida das pessoas, como mencionado por Nicolau Maquiavel em sua obra “O príncipe”.
Nesse sentido, os indivíduos também contribuem para a perpetuação dessa mazela ao estereotipar e negligenciar essa minoria. Eles não se sensibilizam a denunciar, acolher ou oferecer alimento por já visualizarem esses menores como partes da marginalidade ou por pensarem que a responsabilidade não seja deles também. Nisso, Milton Santos já havia afirmado que a globalização abriu espaço para a frieza do ser humano frente aos desafios sociais, porque ele somente procura atender aos seus interesses embasados nos valores capitalistas. Dessa forma, fica clara a necessidade de conscientização geral do assunto a fim de sintetizar uma cultura coletiva harmônica e acolhedora.
Infere-se, portanto, ser função do Ministério da Educação, aliado à sociedade civil, criar espaços que promovam acesso à moradia, educação e saúde de qualidade a essas crianças. Isso será possível por meio de verbas governamentais e o auxílio dos indivíduos dispostos a consolidarem os direitos inalienáveis de todos. Com essas ações será possível criar um meio mais justo e inclusivo para os pequenos desfrutarem dignamente de uma etapa tão marcante e única que é a infância.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 150

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 150

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
3 Respostas 
279 Exibições
por Samara102006
0 Respostas 
109 Exibições
por Faelzinho
0 Respostas 
112 Exibições
por Faelzinho
0 Respostas 
63 Exibições
por wandressaw
9 Respostas 
353 Exibições
por Mylike
2 Respostas 
2277 Exibições
por JesusCristo
0 Respostas 
139 Exibições
por juliana00005
0 Respostas 
105 Exibições
por pauloj
0 Respostas 
78 Exibições
por ketillyn123
0 Respostas 
110 Exibições
por thauanyy0

John lock , filósofo inglés destaca-[…]

O artigo 6 da constituição federal d[…]

O autismo é um transtorno do desenvolviment[…]

A lei nº 12.965, conhecida como marco civil d[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM