Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#42909
O filme “O Mínimo Pra Viver” narra a história de Ellen, uma garota que desenvolve transtornos alimentares a fim de se encaixar nos padrões de beleza que a sociedade impõe. O longa não foge à realidade, visto que, segundo o ISAPS (Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética), o Brasil é o país que mais realiza procedimentos estéticos no mundo. Esse panorama é atestado principalmente pela imposição da sociedade e das redes sociais em estabelecer padrões de beleza idealizados que afeta a saúde mental da população de uma forma negativa.
Em primeiro plano, vale ressaltar que a grande quantidade de propagandas que apresentam modelos com corpos que se encaixam no padrão estético “aceitável” esteja entre as causas dessa problemática. Devido a superexposição desse padrão pela mídia, muitos indivíduos passam por um processo de comparação social que os leva a busca incansável do corpo ideal, consequentemente se submetendo a regimes rigorosos e agressivos ou até mesmo desenvolvendo transtornos alimentares ligados a distorção de sua imagem corporal.
Outrossim, é importante entender que a popularização das cirurgias plásticas é resultante ao culto pelo padrão de beleza perfeito. Conforme a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), nos últimos dez anos houve um aumento de 141% de cirurgias plásticas em adolescentes, tal dado reflete diretamente em como esses padrões são impostos cada vez mais prematuramente na vida das pessoas levando-as a recorrer a procedimentos estéticos em busca da autoaceitação e de uma inclusão sociocultural. Infelizmente, mesmo após cirurgias e tratamentos, a satisfação da pessoa não é garantida podendo acarretar em problemas emocionais que se agravam com o tempo.
Portanto, indubitavelmente, medidas são necessárias para mitigar esse impasse. Cabe ao Ministério da Educação em parceria com escolas públicas e privadas promover palestras e programas escolares com a finalidade de desconstruir os padrões e salientar que todo corpo é ideal, independentemente de sua forma. Ademais, o poder midiático deve adotar propagandas divulgadas nos meios de comunicação que apresentem a diversidade corporal, a fim de trazer representatividade a população. Dessa forma, a sociedade brasileira poderá compreender que a beleza é diversa e estará livre das consequências trazidas pelo culto aos padrões de beleza idealizados.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Contextualização Apresenta&ccedi[…]

Atualmente no Brasil cerca de 60% da populaç[…]

Nada a acrescentar sobre a sua redaçã[…]

Promulgada pela ONU em 1948, a Declaraç&ati[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM