Avatar do usuário
Por Baby06
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#98935
O primeiro caso de HIV no Brasil foi registrado na cidade de São Paulo, em 1980. Porém, foi em 1983 que o diagnóstico foi classificado como AIDS. Hoje, segundo o Ministério da Saúde, cerca de 920 mil brasileiros vivem com HIV. Sendo assim, é imprescindível analisar o impacto destes dados na realidade brasileira.
Sob esse viés, a Folha de São Paulo alerta que de 600 mil pessoas soropositivas cerca de 25% espalham o vírus sem saber. Tal panorama representa um obstáculo para a erradicação da doença no cenário brasileiro, uma vez que, o desconhecimento da patologia oportuniza a sua proliferação. Nesse sentido, é crucial o incentivo por parte das mídias e de programas educacionais não só para a prevenção da mazela, mas também para iniciativas que promovam um possível diagnóstico, a fim de que, constatado, não seja disseminado.
Ademais, especialistas alertam que a enfermidade é a segunda causa de mortes entre jovens de 10 a 20 anos. Nesse contexto, o sociólogo Bauman intitula os relacionamentos do século xxi não mais que uma ‘’ conexão’’ , ou seja, algo que pode ser desfeito a qualquer momento. Pois, de acordo com o pensador polonês, os indivíduos desta época valorizam apenas um vínculo temporário. Enfim, é fundamental que os adolescentes resgatem a significação da relação sexual, não exclusivamente como instrumento de prazer mas como um símbolo de confiança entre duas pessoas.
Em suma, é essencial a investigação deste panorama, uma vez que, põe em risco a saúde e qualidade de vida dos mais jovens. Desse modo, é dever da Família em conjunto com o Ministério da Educação orientar a juventude por meio de diálogos educacionais juntamente com campanhas informacionais e incentivo a consultas médicas. A fim de que , ao seguir a máxima do escritor inglês Huxley que diz que ´´ Conhecimento não é aquilo que você sabe, mas aquilo que você faz com o que você sabe´´ os adolescentes sejam orientados na esfera de vínculos afetivos, com o fim de preservar seu bem-estar da mesma maneira que do seu semelhante.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Avatar do usuário
Por Baby06
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#99422
Oii, só quero fazer uma observação do 2 desenvolvimento.
O que basicamente quis dizer é que o fato de as pessoas serem mais promiscuas aumenta sim a contaminação da doença e atentei para a solução de as pessoas procurarem ter relações com pessoas de sua confiança ou seja, relações de longo prazo. Mostrei a redação pra uma amiga e ela disse que o que quis dizer é para as pessoas pararem de ter relação, de fato, não é o que quis dizer, mas essa é a solução mais eficaz.
Para uma redação oficial não vou usar o argumento, talvez use o de investimento para a cura da enfermidade.
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
193 Exibições
por Jamialmeida

Na obra cinematográfica americana “Th[…]

Minha primeira redacão

kcliveira , Ok! Mt obrigado! Estou em duvida na p[…]

Olá. Sua redação está […]

meio ambiente de belágua

A construção federal de 1988 garante[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM