Avatar do usuário
Por Mafe678
Quantidade de postagens
#122416
A população em situação de rua no Brasil enfrenta desafios alarmantes, com um crescimento exponencial, especialmente durante a crise econômica e social agravada pela pandemia. Mulheres e crianças compõem uma parcela expressiva dessa população, e as estatísticas oficiais ainda subestimam a gravidade do problema. A falta de moradia é um reflexo da exclusão social e da falta de oportunidades econômicas para muitos brasileiros. Neste contexto, é crucial discutir como facilitar a inclusão desses indivíduos em situação de rua na sociedade.
Para superar esses desafios, é imperativo assegurar o acesso à moradia digna. O Estado deve desempenhar um papel proeminente na criação de programas habitacionais direcionados aos moradores de rua e às famílias em situação de vulnerabilidade. Esses programas devem priorizar a oferta de habitações de baixo custo, garantindo a efetiva realização do direito à moradia. Além disso, a implementação de políticas de aluguel social pode fornecer uma alternativa valiosa para aqueles que não têm condições de adquirir moradias próprias, assegurando assim a estabilidade habitacional.
Muitos moradores de rua enfrentam desafios relacionados à saúde mental, dependência química e traumas emocionais. Portanto, é essencial oferecer assistência social e psicológica adequada. Equipes especializadas devem ser designadas para identificar as necessidades individuais dessas pessoas e fornecer tratamento e apoio personalizados. Isso não apenas ajuda a abordar questões de saúde mental, mas também é fundamental para restaurar a autoestima e a confiança, passos importantes em direção à reintegração social. Um grande contingente de moradores de rua perderam seus vínculos familiares ao longo do tempo. Portanto, é de suma importância promover a reconciliação e a reconstrução desses laços. A mediação familiar e o apoio psicológico desempenham um papel crucial nesse processo.
Promover a integração dos moradores de rua à sociedade no Brasil é uma necessidade urgente. Isso envolve garantir o acesso à moradia digna, fornecer assistência social e psicológica, reconstruir laços familiares quando possível e combater o estigma. Somente com ações coordenadas e políticas públicas eficazes podemos avançar em direção a uma sociedade mais inclusiva e justa, onde todos tenham a oportunidade de reconstruir suas vidas com dignidade e respeito.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
5 Respostas 
475 Exibições
por Mylike
0 Respostas 
235 Exibições
por marianinhaxx
0 Respostas 
180 Exibições
por natallycss
1 Respostas 
66 Exibições
por Maabyyy
1 Respostas 
123 Exibições
por eliasdavid
1 Respostas 
4465 Exibições
por gabrielromao
0 Respostas 
285 Exibições
por Lucysilva
0 Respostas 
272 Exibições
por Mariana08207
0 Respostas 
356 Exibições
por manulivros
0 Respostas 
112 Exibições
por BanYue
Tolerância na prática

Embora a Constituição Federal de 198[…]

É a minha primeira vez usando o site! N&ati[…]

A poluição brasileira é basta[…]

Sooofll Muito obrigado pela ajuda, estou vendo […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM