• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#84478
Segundo o autor Rogério Greco, renomado jurista brasileiro, o sistema prisional agoniza, enquanto a sociedade não se importa com isso. Nesse contexto, existe uma realidade esmagadora acerca do encarceramento feminino no Brasil, no qual, precisa ser enfrentado de forma célere. Assim, é necessário a criação de alternativas que modifiquem essa estrutura, a saber, a substituição de medidas alternativas na sentença e a agilidade jurídica são fatores que contribuirão para diminuir esse problema. Portanto, urge a necessidade de solução para modificar essa mazela que mancha o País
Em primeiro plano, as substituições de medidas alternativas tornam-se meios de mudança para essa problemática. Nesse sentido, a Lei de Execuções Penais preconiza em seu texto a prisão domiciliar, bem como, a possibilidade de monitoração eletrônica para os reclusos. Desta maneira, o aprimoramento e a revisão das leis penais possibilita tais permutações, diminuindo a superlotação das presas. Destarte, as sanções de reclusão nos crimes sem violência ou grave ameaça e infrações de menor potencial ofensivo, podem ser convertidas em penas alternativas. Com este intuito, será possível reduzir o número assustador da superlotação feminina.
Outro aspecto, a celeridade nos processos judiciais contribuem para desinchar os presídios femininos. Desta maneira, segundo o Sistema de Informação Penitenciária existem mais 40.000 mulheres presas no Brasil, o que ocasiona o amontoamento nos estabelecimentos penais. Nesta proporção, o sistema judiciário brasileiro ainda é precário e lento, demonstrando ser uma justiça ineficiente, na qual, demora anos para julgar os processos. Efetivamente, milhares de reclusas ficam a mercê do poder judiciário, enquanto são aglutinadas em celas minúsculas, ferindo o princípio da dignidade humana.
Em suma, portanto, o encarceramento feminino precisa ser enfrentado de forma rápida. Para isso, a curto prazo, o Governo Federal deve criar leis que possibilite a mudança no sistema jurídico brasileiro, no qual, julgue de forma célere os processos penais, bem como, viabilize penas alternativas nos crimes de natureza leve. Ademais, o Estado deve investir em oportunidades profissionais e educacionais, possibilitando a oportunidade de inserção no mercado de trabalho evitando o aumento da criminalidade. Sendo assim, tais medidas acarretará na atenuação do problema no Território Nacional.

Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente e apresenta bom domínio do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Embora ainda possa apresentar alguns problemas no desenvolvimento das ideias, o tema, em seu texto, é bem desenvolvido, com indícios de autoria e certa distância do senso comum demonstrando bom domínio do tipo textual exigido.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, ou seja, os argumentos, embora ainda possam ser previsíveis, estão organizados e relacionados de forma consistente ao ponto de vista defendido e ao tema proposto, e há indícios de autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

#84498
Olá Oziris,

Avaliando sua redação, vamos lá.

Em primeiro lugar, a pergunta era "COMO ENFRENTAR A REALIDADE DO ENCARCERAMENTO FEMININO NO BRASIL?" e na introdução, que é o local onde se deve apresentar a posição e os fatos que levam a sua posição, você introduz o tema com o pressuposto que o leitor já sabe do problema, porém não é assim. Note, quando você diz assim : "existe uma realidade esmagadora acerca ..." que realidade é essa? Durante a leitura completa da introdução fiquei esperando você responder qual é essa realidade. Logo mais a frente você diz assim, ainda na introdução : "é necessário a criação de alternativas que modifiquem essa estrutura". Pergunte-se : que estrutura? que realidade é essa que você está apresentando? Não pode deduzir que o leitor sabe! Você deve introduzir. A sua estratégia foi utilizar a técnica de frase de filósofos, porém somente uma frase não melhora a visão do leitor sobre o tema, tem que ensinar ao leitor, deduzir que o leitor é leigo. Acredito que a redação ficaria com uma introdução excelente se você optasse pela técnica histórica e tal, mostrando os problemas de superlotação no decorrer da história, quesitos de diferenças entre homens e mulheres e seus direitos etc. Porém, é mais complexo fazer a técnica histórica.

Nos desenvolvimentos, eu senti a falta dos problemas. Você, tal como fez na introdução, deduziu que o leitor já sabia dos problemas. A única parte que notei que você deu a leitor a chance de saber qual problema há no encarceramento feminino é quando você diz :" ... diminuindo a superlotação das presas.". Você fez muito bem o papel de encontrar as soluções dos problemas, porém faltou encadeamento de ideias. Primeiro, mostre os problemas (até por exemplos), depois disserte sobre a solução. Senão, o texto fica vago e sem referencias.

Por fim, a sua conclusão deve se ater somente aos problemas que foram abordados. Você trouxe uma solução relacionando isto: "oportunidades profissionais e educacionais". Você deveria trazer isso no texto inteiro, não somente na conclusão. Valeria mais a pena você ter se atentado somente aos dois fatores que você expôs na introdução : " substituição de medidas alternativas na sentença e a agilidade jurídica "

Refiz sua redação, mudando os pontos que critiquei. Acredito que melhorará a pontuação.

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++


COMO ENFRENTAR A REALIDADE DO ENCARCERAMENTO FEMININO NO BRASIL?

Segundo o autor Rogério Greco, renomado jurista brasileiro, o sistema prisional agoniza, enquanto a sociedade não se importa com isso. E essa frase fica mais assustadora quando a referência passa a ser o sistema prisional feminino. Devido à estrutura precária, alguns encarceramentos femininos estão sem condições de higiene adequadas e também sem espaço físico devido à superlotação. Dessa forma, as detentas femininas, que eram para ser reabilitadas à vida social, acabam se desviando complemente da sociabilidade. Assim, é necessário a criação de alternativas que modifiquem essa estrutura, a saber, a substituição de medidas alternativas na sentença e a agilidade jurídica (argumento 1) ... (falta o argumento 2), pois são fatores os quais contribuirão para diminuir esses problemas.

Em primeiro plano, a aplicação de medidas alternativas ao invés da pena de reclusão - que leva ao encarceramento - é um fator que contribuirá eficazmente para a diminuição da superlotação. Nesse sentido, a Lei de Execuções Penais preconiza em seu texto a prisão domiciliar, bem como, a possibilidade de monitoração eletrônica para os reclusos. Desta maneira, o aprimoramento e a revisão das leis penais possibilita tais permutações, diminuindo o número de presas. Destarte, as sanções de reclusão nos crimes sem violência ou grave ameaça e infrações de menor potencial ofensivo, podem ser convertidas em penas alternativas. Com este intuito, será possível diminuir o problema da superlotação feminina.

Em segundo plano, ( Não fiz esse parágrafo, pois o primeiro parágrafo já falou do problema central que era a superlotação. Caso eu aborde agora algo relativo à morosidade processual e tal, tendo a finalidade de acelerar mais a máquina pública, ajudará justamente na diminuição da superlotação. Ou seja, esse parágrafo seria o complemento do parágrafo de cima. E como tem de haver 2 pontos distintos para ser abordado, não faz sentido falar sobre isso aqui. O ideal aqui é você trocar a história que você criou na introdução sobre "agilidade jurídica" e substituir por algo relativo a higiene feminina e tal.)

Em suma, portanto, o encarceramento feminino precisa ser enfrentado de forma rápida. Para isso, a curto prazo, o Governo Federal deve criar leis que possibilite a mudança no sistema jurídico brasileiro, no qual, julgue de forma célere os processos penais, bem como, viabilize penas alternativas nos crimes de natureza leve. Ademais, o Estado deve investir em higiene pessoal ... (aqui é a justificativa do parágrafo 2) ------------------------------------
--------------------------------------------------- ---------------------------------------------------
----------------Sendo assim, tais medidas acarretará na atenuação do problema no Território Nacional.
Invisibilidade na sociedade

O romance filosófico "Utopia", re[…]

Olá Hospedar , tudo bem? 😺👋🏻 &[…]

SKKSKDKDK JoaoPedro72 isso é uma obr[…]

Oie, vocês poderiam corrigir minha reda&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM