Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos de "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#54142
Ao analisar o tema, Como combater o bullying nas escolas do Brasil, vê-se que, o bullying é um ato de agressão sob um ou mais indivíduos repetidas vezes. Essas agressões podem ser físicas, verbais e psicológicas, que humilham o indivíduo que não é aceito. Certamente, essa violência vem aumentando gradativamente e piorando tanto no psicológico quanto na vida e personalidade das pessoas que restam sofrendo com esse problema constantemente.

O bullying não pode ser romantizado pelas pessoas que fazem esse tipo de violência. Se bem que, as escolas do Brasil, algumas não combatem essa agressão, que pode facilmente se tornar um problema muito grande para a pessoa que está sendo agredida, por exemplo, a pressão que colocam nos indivíduos, pode acarretar sérios problemas mentais e até causar um suicídio por não estar mais aguentando tamanha violência. Sendo assim, permitir o avanço da escola para combater o bullying.

" A violência não é força, mas fraqueza, nem nunca poderá ser criadora de alguma coisa, apenas destruidora" diz Benedetto Croce, filósofo italiano. Nesse sentindo, o apoio da família é se suma importância para diminuir o sofrimento da criança ou adolescente em relação ao bullying e para incentivar a combater esse ato de violência que afeta não só a família, como no psicológico da pessoa. Portanto, a educação sobre preconceito ou qualquer ato de agressão tem de ser discutido.

Em virtude dos fatos mencionados, faz-se necessário que, professores, pais ou pediatras conversem sobre o comportamento e à saúde mental dos filhos ou dos alunos, acerca da importância do respeito, compreensão e consequências do bullying nas escolas. Essa ação deve ocorrer por meio de campanhas, visando reconhecer os problemas que essa agressão causa na vida da pessoa afetada. Dessa forma, espera-se que diminuia os casos dessa violência e que o respeito e compreensão dos indivíduos que já praticaram, aumente.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

jherodrigues poderia dar uma olhadinha na minha […]

Liberdade de expressão

Pedrinho11 vai fazer da pmsp ? sim

jherodrigues , obgggg, então qual seria a[…]

A Cultura Capacitista No Brasil e a sua Violê[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM