Avatar do usuário
Por rafa123456
Quantidade de postagens
#127477
A vergonha e o preconceito são problemas recorrentes dos mais de um milhão de brasileiros, segundo o Ministério da Saúde (MS), que convivem com o HIV, o vírus da AIDS. A insegurança e o rótulo empregado sobre as pessoas portadoras do vírus, afetam decisões importantes para a saúde desses indivíduos e de seus possíveis parceiros sexuais, prejudicando também os servições de saúde pela falta de procura para o combate da AIDS.
Em primeiro plano, podemos notar que o estigma que se associa a pessoas com HIV, traz conosco uma desinformação coerente ao vírus que colabora para uma maior contaminação da população e para aqueles que já portam o HIV, a vergonha e o ocultamento de tal fato, visto que de acordo com a UNAIDS, Nações Unidas do combate à AIDS, 64% das pessoas que possuem HIV já sofreram discriminação por portarem a doença.
Além disso, há uma colaboração para a falta de procura para o tratamento de pessoas soropositivas, o que influencia em cada vez menos métodos de proteção sendo usados para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. No Brasil o MS, Ministério da Saúde, estima que 70% de pessoas que estão contaminadas ainda não foram diagnosticadas, resultando em um atraso na melhora do combate da doença no país.
Concluímos que o Poder Executivo do Ministério da Saúde, deve tomar medidas a fim de mitigar a discriminação de pessoas soropositivas, para o fim do preconceito e da falta de cuidado da população, solucionando o problema, por meio de mídias sociais, trazendo campanhas para a informação da população mediante ao assunto, e a inserção desse tópico no ambiente escolar, para que as gerações mais novas possam colaborar fortemente na solução desse problema.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra domínio mediano da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com estrutura sintática mediana para o grau de escolaridade exigido, porém com alguns desvios morfossintáticos, de pontuação, de grafia ou de emprego do registro adequado ao tipo textual.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 120

Você atingiu aproximadamente 60% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação previsível e apresenta domínio mediano do texto dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Com essa pontuação, ou o tema da redação é desenvolvido adequadamente, porém de forma previsível, com pouco avanço em relação ao senso comum ou, embora o texto demonstre domínio adequado do tipo textual exigido, a progressão textual apresenta algum problema.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou contraditórios e limitados aos argumentos dos textos motivadores apresentados na proposta de redação.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante apresenta repertório limitado de recursos coesivos e articula as partes do texto de forma insuficiente, com muitas inadequações, o que compromete a organização das ideias.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 80

Você atingiu aproximadamente 40% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora, de forma insuficiente, proposta de intervenção relacionada ao tema, sem clareza, ou não articulada com a discussão desenvolvida no texto.

Avatar do usuário
Por bielwuliston
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#127579
Redação Corrigida:

A vergonha e o preconceito constituem desafios persistentes enfrentados por mais de um milhão de brasileiros que, segundo o Ministério da Saúde (MS), vivem com o HIV, o vírus causador da AIDS. A insegurança e o estigma associados às pessoas portadoras desse vírus impactam negativamente decisões cruciais para a saúde desses indivíduos e de seus parceiros sexuais, contribuindo também para a subutilização dos serviços de saúde no combate à AIDS.

Em análise inicial, é evidente que o estigma ligado ao HIV promove desinformação, facilitando a propagação do vírus e encorajando, entre aqueles já infectados, a vergonha e a ocultação de sua condição. Conforme dados da UNAIDS, agência das Nações Unidas para o combate à AIDS, 64% das pessoas com HIV já enfrentaram discriminação por portarem o vírus.

Ademais, essa estigmatização contribui significativamente para a redução na busca por tratamento por parte das pessoas soropositivas. Essa realidade resulta em uma menor adoção de métodos preventivos contra doenças sexualmente transmissíveis. No Brasil, o MS estima que cerca de 70% das pessoas infectadas ainda não receberam um diagnóstico, o que retarda o progresso no combate à doença no país.

Diante desse contexto, é imperativo que o Poder Executivo, por intermédio do Ministério da Saúde, adote medidas para mitigar a discriminação contra pessoas soropositivas, visando erradicar o preconceito e a negligência da população. Uma solução proposta envolve o uso de mídias sociais em campanhas informativas e a integração desse tema ao currículo escolar, preparando as novas gerações para contribuir de maneira efetiva na resolução desse problema.
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
1 Respostas 
169 Exibições
por Ce3cilia
3 Respostas 
222 Exibições
por Casey12
0 Respostas 
49 Exibições
por ranya18
0 Respostas 
106 Exibições
por Gustavo1764
0 Respostas 
90 Exibições
por guizxix
0 Respostas 
89 Exibições
por mel2009
Stalker: Quando é considerado um crime?
por sophiagabr    - In: Outros temas
0 Respostas 
122 Exibições
por sophiagabr
Trabalho escravo no Brasil: até quando?
por gabriel981    - In: Outros temas
0 Respostas 
43 Exibições
por gabriel981
0 Respostas 
89 Exibições
por magdaro
0 Respostas 
77 Exibições
por 08102022geo

besourokafka - Sua introdução ap[…]

Felipe082 Maxy Alunaaaamed Casey12 Ke[…]

Obesidade é uma doença

A obesidade é um problema. Para muitos a […]

besourokafka Tati14 elloysa filipediasx 0[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM