• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#81483
A ex-participante do programa de TV "Viu Brother Brasil", Juliette, após adquirir fama nacional e tornar-se influenciadora, gerou o esgotamento do modelo de tênis que usava, pois muitos brasileiros viram nessa um exemplo a ser seguido. Analogamente, essa autoridade é cedida à todos que obtém um número significativo de seguidores nas redes sociais. Entretanto, apenas uma parcela insignificante de pessoas age com a responsabilidade de tomar cuidado com as indicações e influências. Dentre os pilares que sustentam esse charlatanismo estão a ganância por dinheiro e a falta de informação do público consumidor.
Inicialmente, nota-se a ambição financeira como um agravante da problemática. Nesse sentido, segundo o filósofo alemão Karl Marx, o capital não tem a mínima consideração pela saúde do trabalhador, logo, influenciadores divulgam produtos pensando, exclusivamente, no retorno monetário, e não no bem-estar do povo. Esse descaso causa, além de prejuízos financeiros, o sentimento de ilusão e enganação perante aos cidadãos que apreciam o trabalho das celebridades da internet. Assim, é de suma importância combater essa problemática.
Ademais, a confiança exagerada do público perante os influenciadores é outro fator que impede a resolução desse obstáculo. Dessa forma, o sociólogo Goffman, no estudo sobre a Mortificação do Eu, alega que, por fatores coercitivos, os cidadãos perdem o pensamento individual e juntam-se ao coletivo. Seguindo esse raciocínio, percebe-se que os consumidores de conteúdo na internet tornaram-se alienados e incapazes de distinguir o superficial do realmente necessário, o que, lamentavelmente, causa malefícios à saúde mental e até física desses admiradores. Logo, é necessário reverter essa abstração.
Urge, portanto, extinguir essa problemática. Dessa forma, o Governo Federal, como principal responsável pelo bem-estar da população, deve oferecer palestras sobre o poder da persuasão e os perigos que essa causa no público convicto. Tais debates devem ser feitos nas escolas, por meio de psicologos e terapeutas especializados no assunto. Além disso, devem contar com exemplos de pessoas que caíram em artimanhas devido à influência inconsequentes, com a finalidade de que a população esteja ciente da persuadição que sobre ela pode cair. Somente assim, o charlatanismo será combatido no Brasil.


@eurodrigo @walace @Jotaveh @Mylike @Isabelaassis @Gi69 @larissa0205 @juliardrgs
oi gente, quem puder corrigir, ficarei grata :))
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais ou de convenções da escrita, neste nível, são aceitos somente como excepcionalidade e quando não caracterizam reincidência.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 177

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 167

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 183

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula bem as ideias, os argumentos, as partes do texto e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, sem inadequações.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 173

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#81485
@mariamigon, aaaaa o corretor automático 🤡🤡🤡 desconsiderem o texto acima, agora vai do jeito certo

A ex-participante do programa de TV "Big Brother Brasil", Juliette, após adquirir fama nacional e tornar-se influenciadora, gerou o esgotamento do modelo de tênis que usava, pois muitos brasileiros viram nessa um exemplo a ser seguido. Analogamente, essa autoridade é cedida à todos que obtém um número significativo de seguidores nas redes sociais. Entretanto, apenas uma parcela insignificante de pessoas age com a responsabilidade de tomar cuidado com as indicações e influências. Dentre os pilares que sustentam esse charlatanismo estão a ganância por dinheiro e a falta de informação do público consumidor.
Inicialmente, nota-se a ambição financeira como um agravante da problemática. Nesse sentido, segundo o filósofo alemão Karl Marx, o capital não tem a mínima consideração pela saúde do trabalhador, logo, influenciadores divulgam produtos pensando, exclusivamente, no retorno monetário, e não no bem-estar do povo. Esse descaso causa, além de prejuízos financeiros, o sentimento de ilusão e enganação perante aos cidadãos que apreciam o trabalho das celebridades da internet. Assim, é de suma importância combater essa problemática.
Ademais, a confiança exagerada do público perante os influenciadores é outro fator que impede a resolução desse obstáculo. Dessa forma, o sociólogo Goffman, no estudo sobre a Mortificação do Eu, alega que, por fatores coercitivos, os cidadãos perdem o pensamento individual e juntam-se ao coletivo. Seguindo esse raciocínio, percebe-se que os consumidores de conteúdo na internet tornaram-se alienados e incapazes de distinguir o superficial do realmente necessário, o que, lamentavelmente, causa malefícios à saúde mental e até física desses admiradores. Logo, é necessário reverter essa abstração.
Urge, portanto, extinguir essa problemática. Dessa forma, o Governo Federal, como principal responsável pelo bem-estar da população, deve oferecer palestras sobre o poder da persuasão e os perigos que essa causa no público convicto. Tais debates devem ser feitos nas escolas, por meio de psicólogos e terapeutas especializados no assunto. Além disso, devem contar com exemplos de pessoas que caíram em artimanhas devido à influência inconsequentes, com a finalidade de que a população esteja ciente da persuadição que sobre ela pode cair. Somente assim, o charlatanismo será combatido no Brasil.
#81595
Achei somente um erro de concordância, mas de resto a sua redação está ótima!(Talvez alguma coisa passou despercebida na questão da C1, mas as outras você gabarito)Obs, sou apenas um estudante... :)
#81755
A ex-participante do programa de TV "Big Brother Brasil", Juliette, após adquirir fama nacional e tornar-se influenciadora, gerou o esgotamento do modelo de tênis que usava, pois muitos brasileiros viram nessa um exemplo a ser seguido. Analogamente, essa autoridade é cedida à todos que obtém um número significativo de seguidores nas redes sociais. Entretanto, apenas uma parcela insignificante de pessoas age com a responsabilidade de tomar cuidado com as indicações e influências. Dentre os pilares que sustentam esse charlatanismo estão a ganância por dinheiro e a falta de informação do público consumidor.
meu anjo, não entendi o charlatanismo aqui, só vi publicidade comum... seria melhor ter falado sobre a divulgação da cloroquina como remédio eficaz contra a covid-19, sendo que ela já fora decretada pelo Organização Mundial de Saúde como ineficaz para tal.

não identifiquei problemas no D1 e D2.

Urge, portanto, extinguir essa problemática. Dessa forma, o Governo Federal, como principal responsável pelo bem-estar da população, deve oferecer palestras sobre o poder da persuasão e os perigos que essa causa no público 1.convicto. Tais debates devem ser feitos nas escolas, por meio de psicólogos e terapeutas especializados no assunto. Além disso, devem contar com exemplos de pessoas que caíram em artimanhas devido à 2.influência inconsequentes, com a finalidade de que a população esteja ciente da persuadição que sobre ela pode cair. Somente assim, o charlatanismo será combatido no Brasil.

1.apenas retire essa palavra
2.erro de concordância, ou ambos no singular ou ambos no plural, certo?
Abuso sexual infantil

Boa noite, você escreve muito bem, mas recom[…]

Celular um amigo ou inimigo?

É notório que, na modernidade contem[…]

Invisibilidade e Registro civil

No romance filosófico "Utopia" cr[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM