Dúvidas e Materiais de Apoio
Avatar do usuário
Por rodr
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#111430
Para Começar o Art.5 inciso XV detalha: 'é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens.', essa dentre tantas outras julga conseguir conceder direitos ao cidadão, contudo, não passa de palavras ao vento, A mobilidade urbana, tema dessa redação, em países subdesenvolvidos a exemplo do Brasil costumam apresentar problemas quanto a essa situação, além do tempo gasto na locomoção a ainda o dinheiro que deixou de ser produzido nesse tempo, cerca de R$111 bilhões citado nos textos motivadores e agravamento de problemas sociais devido ao crescimento rápido e desorganizado da população.

É certo que, a população gasta muito tempo em engarrafamentos, trata-se de um problema de organização, pois, os tais políticos responsáveis não têm capacidade nem organizar a capital do país, lugar onde tais ratos imundos se escondem, quem dirá da cidade onde você ou seu parente mora, e mesmo que o pudessem não o conseguiriam, pois como diz o Hayek, “o conhecimento está disperso na sociedade”, ou seja, um simples político não tem a menor capacidade de organizar a cidade e também não tem incentivo para o fazer.

Como foi falado na introdução deste texto, o tempo gasto na migração extraiu alguns bilhões da sociedade brasileira, o que seria o tal “custo de oportunidade” de Hayek, acredito que a solução do problema seja a organização privada, já que a boa vontade dos parasitas não é suficiente talvez o incentivo de fazer o dinheiro circular mais rapidamente entre as ruas e empresas seja mais do eu o suficiente para incentivar algum empresário, como já dizia Mises “Na economia de mercado não há outro meio de adquirir e preservar a riqueza, a não ser fornecendo às massas o que elas querem, da maneira melhor e mais barata possível.”

Assim irei finalizar brevemente, deve ser responsabilidade do estado reduzir impostos e incentivar o meio privado a administrar tal setor, a fim de, movimentar a economia local e nacional, possibilitando assim, tanto a mobilidade urbana e até a social, solicito que sejam criadas mais zonas francas, como a de Manaus, Para garantir o livre comércio e liberdade econômica, tais coisas que por consequência só fazem crescer ainda mais a economia.
10
Avatar do usuário
Por Higorvaz
Tempo de Registro Quantidade de postagens Amigos
#111439
Olá, @rodr! Infelizmente, o texto dissertação-argumentação requerido pelo ENEM não suporta pessoalidade, ou seja, é necessário que você não use a primeira pessoa — tanto no Singular quanto no Plural. Entretanto, vejo que você fez o uso de "irei", que expressa "eu vou" (pessoal). É importante expressar a impessoalidade!!

Outra coisa, também, é que percebi que você têm uma noção do que seria a estrutura, mas, ainda sim, não está totalmente adequado. Sugiro que veja 2 videos abaixo para que esses erros sumam! Obrigado e Bons Estudos! :mrgreen:

OBS: Ademais, aqui não é o lugar certo de enviar redações. Para enviar corretamente, escolha o tema, clique em "Enviar Redação" num botão verde.




O importante não é acertar, e sim tentar. Existem aqueles que tentam, e aqueles que fracassam.
0
Avatar do usuário
Por Twixz
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#111892
@Higorvaz, Bom dia, você poderia corrigir a minha redação? tenho algumas dificuldades na parte da argumentação, se puder me ajudar ficarei agradecido, abraços :D
5
Avatar do usuário
Por Eduardo15
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#113261
Na música "Desconstruindo Amélia" (de autoria da cantora Pitty) há um trecho que diz "A despeito de tanto mestrado, ganha menos que o namorado", versos que refletem na sociedade atual, já que muitas mulheres que possuem excelente formação acadêmica recebem menos do que homens que não tem tal formação. A partir disso, cabe uma reflexão sobre a diferença salarial entre homens e mulheres no Brasil.
Primeiramente, é importante citar que as mulheres ganham 30% a menos que os homens para desempenharem o mesmo cargo, segundo a campanha "#MaisQue70", criada pela ONG "AzMina". Tal fato vergonhoso torna-se pior se levarmos em consideração que além de receberem menos, as mulheres também sofrem com preconceito e machismo em seus locais de trabalho (por parte de homens que não aceitam que uma mulher pode desempenhar sua função com excelência). Tais julgamentos são motivados por pensamentos machistas impostos ao longo dos anos em nossa sociedade.
Em segundo lugar, é imprescindível falar sobre o artigo 461 da consolidação das leis do trabalho (CLT), que diz que devem ser pagos salários iguais para trabalhos de mesma função, sem distinção de sexo, nacionalidade e idade. Tal artigo (quando seguido de forma correta e segura) torna-se essencial para equilibrarmos a diferença salarial no mercado de trabalho, tendo em mente que uma pessoa deve receber um salário equivalente e coerente com os seus serviços prestados, sem imparcialidades causadas por sexo ou gênero.
Em síntese, podemos concluir que o Brasil é um país com desigualdade salarial entre homens e mulheres, diferença imposta por raízes históricas, como o machismo, apesar de tal assunto ser discutido por muitas vezes ao longo dos anos. Assim, conclui-se que é obrigação do Ministério do Trabalho e Empregos (MTE) revisar a aplicação das leis trabalhistas (por meio de reuniões para discussão de leis e fiscalizações para apuração de como as leis funcionam na prática). A mídia deve manter a população informada (por meio de reportagens, sites e blogs), com o propósito de estimulá-la a cobrar aqueles que governam (por meio das redes sociais ou manifestações de caráter pacífico, se preciso). Por fim, é essencial que atitudes sejam tomadas de maneira objetiva, garantindo que todos vivam com qualidade e igualdade.
1
Avatar do usuário
Por Thalya17
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#113666
Poderia corrigir minha redação pfvr
-1
Avatar do usuário
Por jTiago
Quantidade de postagens
#121828
TEMA: " A SEGURANÇA PÚBLICA COMO OBRIGAÇÃO DO ESTADO E AÇÃO COLETIVA."
Quando falamos em segurança pública como obrigação do estado e ação coletiva, nos referimos ao que consta na Constituição Federal de 1988, que assegura a dada individuo a proteção à vida, á liberdade à propriedade, ao direito de ir e vir, ao direito de reunião, etc. E cabe a cada cidadão respeitar o direito do próximo, para que a vida coletiva possar ser mais harmoniosa.
No Brasil, vemos dias após dias sendo mais difícil manter a segurança pública, pois, estamos num momento em que os valores socias estão sendo invertidos, alguns cidadãos dando apoio aos criminosos e impedindo que a polícia faça seu trabalho de forma mais concisa. Temos também um aumento de facções criminosas dentro das comunidades e que muitas das vezes a própria polícia é impedida de adentrar nessa comunidade e as pessoas que ali moram terminam sofrendo com a falta se segurança.
Por fim, como dizia o filósofo Immanuel Kant " O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele." Portanto para ter uma sociedade com mais segurança pública e com mais engajamento na vida social, temos que educar as crianças e adolescentes e conscientizar os pais através de palestras nas escolas, mostrando seus direitos e deveres segundo a constituição. Além de combater as facções criminosas com operações dentro da comunidades, o Senado junto com o congresso e com o apoio do Presidente da República poderiam aprovar leis mais severas com o aumento das penas, para punir quem faz parte desses grupos.
0
Avatar do usuário
Por kenifa
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#126434
Ao abordar esses pontos, a discussão sobre a segurança pública como obrigação do Estado e ação coletiva pode ser enriquecida, proporcionando uma visão mais abrangente e propondo soluções que envolvem tanto a esfera governamental quanto a participação ativa da sociedade.
0
Avatar do usuário
Por kenifa
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#126442
Analise a situação do sistema penitenciário brasileiro e destaque a necessidade de reformas para promover a ressocialização dos detentos. Aponte a relação entre a superlotação carcerária e o aumento da criminalidade, propondo soluções para esse problema. Incentive a participação ativa da sociedade civil na promoção da segurança pública, destacando a importância de parcerias entre governo, organizações não governamentais e cidadãos. Sugira uma abordagem multidisciplinar para enfrentar o problema da segurança pública, envolvendo não apenas as forças policiais, mas também profissionais da saúde, educação e assistência social. Relacione a segurança pública ao desenvolvimento sustentável, destacando como a melhoria das condições socioeconômicas pode contribuir para a redução da criminalidade.
0
Similar Topics
Tópicos Estatísticas Última mensagem
0 Respostas 
241 Exibições
por bagriell
EXCLUAM MINHAS DUAS REDAÇÕES
por TAI23    - In: Atendimento
0 Respostas 
125 Exibições
por TAI23
0 Respostas 
101 Exibições
por MayYasmin
0 Respostas 
65 Exibições
por Isa07
0 Respostas 
24 Exibições
por Kerolyne
O descaso com a saúde mental

Compreender o estigma associado às doen&cce[…]

A inclusão de autistas na sociedade é[…]

Apenas Teoria

- Repetição de palavras/artigos mais[…]

Trabalho Infantil

- Introdução, desenvolvimentos e con[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM