• Avatar do usuário
  • Avatar do usuário
#81370
Segundo o filósofos John Locke, é dever do estado garantir o bem-estar da população. Entretanto, ao observar a crise energética no país, nota-se o descumprimento de tal obrigação, visto que essa problemática prejudica diretamente a vida dos habitantes. Nesse sentido, é válido ressaltar, não só a irresponsabilidade estatal perante o Brasil, mas também a falta de consciência da população, como pilares que sustentam a problemática.
Inicialmente, entende -se a omissão do Governo como fator crucial para a permanência do entrave na sociedade. Dessa forma, a Constituição de 1988, documento mais importante do país, assegura a população de que todos têm direito à energia elétrica. Todavia, esse dever não é cumprido, fator que contribui com a dificuldade populacional na busca de suas garantias, além de ferir o documento de identificação da nação brasileira.
Ademais, a falta de conhecimento da população acerca dos recursos finitos do Brasil é outro entrave na resolução da problemática. Sob essa ótica, o sociólogo Durkheim alega que o fato social é uma maneira coletiva de agir e pensar. Seguindo esse raciocínio, nota-se que, lamentavelmente, o problema tornou-se habitual e a população acostumou-se com ele, ignorando as possíveis consequências que tal empecilho trará. Assim, em virtude dessa alienação, a crise energética persiste no País.
É inaceitável, portanto, que a problemática supracitada permaneça na sociedade. Nesse sentido, o Governo Federal, como instância máxima, deve oferecer palestras nas escolas públicas e privadas da nação verde-amarela, que demonstrem a importância do conhecimento sobre os recursos do Brasil. Tais palestras devem ser feitas por meio de especialistas em energia elétrica, que possam conscientizar alunos e auxiliar na formação de cidadãos críticos, com dados estatísticos que comprovem todas as informações. Tal ação terá por finalidade a assimilação e a divulgação dos estudantes sobre a importância da preservação dos recursos. Dessa forma, será possível atingir o pressuposto de John Locke.



@walace @Jotaveh @Mylike @eurodrigo @Isabelaassis
oi gente, nessa reta final eu ficaria muito grata se pudessem corrigir minha redação. quando precisarem, podem me marcar também.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 180

Você atingiu aproximadamente 90% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo parcialmente aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora excelente proposta de intervenção, detalhada, relacionada ao tema e articulada à discussão desenvolvida no texto. Trata-se de redação cuja proposta de intervenção seja muito bem elaborada, relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, abrangente e bem detalhada.

#81415
Segundo o filósofos[um homem é um homem, não dois! ^^] John Locke, é dever do estado garantir o bem-estar da população. Entretanto, ao observar a crise energética no país, nota-se o descumprimento de tal obrigação, visto que essa problemática prejudica diretamente a vida dos habitantes. Nesse sentido, é válido ressaltar,[vírgula indevida] não só a irresponsabilidade estatal perante o Brasil, [vírgula facultativa, pois mas também não é oposição, é soma, opte por não usar nesse caso, para mostrar que você conhece bem a regra] mas também a falta de consciência da população, vírgula indevida como pilares que sustentam a problemática.

Inicialmente, entende -se a omissão do Governo como fator crucial para a permanência do entrave na sociedade. Dessa forma, a Constituição de 1988, documento mais importante do país, assegura a população de que todos têm direito à energia elétrica. Todavia, esse dever não é cumprido, fator que contribui com a dificuldade populacional na busca de suas garantias, além de ferir o documento de identificação da nação brasileira.
Tópico Frasal + Repertório + Relação + Consequências + Conclusão


Ademais, a falta de conhecimento da população acerca dos recursos finitos do Brasil é outro entrave na resolução da problemática. Sob essa ótica, o sociólogo Durkheim alega que o fato social é uma maneira coletiva de agir e pensar. Seguindo esse raciocínio, nota-se que, lamentavelmente, o problema tornou-se habitual e a população acostumou-se com ele, ignorando as possíveis consequências que tal empecilho trará. Assim, em virtude dessa alienação, a crise energética persiste no País.
Tópico Frasal + Repertório + Relação + Consequências + Conclusão


É inaceitável, portanto, que a problemática supracitada permaneça na sociedade. Nesse sentido, o Governo Federal, como instância máxima, deve oferecer palestras nas escolas públicas e privadas da nação verde-amarela, [a conjunção "que" dispensa essa vírgula] que demonstrem a importância do conhecimento sobre os recursos do Brasil. Tais palestras devem ser feitas por meio de especialistas em energia elétrica, que possam conscientizar alunos e auxiliar na formação de cidadãos críticos, com dados estatísticos que comprovem todas as informações. Tal ação terá por finalidade a assimilação e a divulgação dos estudantes sobre a importância da preservação dos recursos. Dessa forma, será possível atingir o pressuposto de John Locke.

Retomada + 5 elementos.+ Fechamento


Você pode usar os conectivos: por conseguinte, em decorrência disso, consequentemente, etc. para introduzir as consequências no D1 e D2, isso deve ser feito logo após a relação, daí você "prova" porque sua causa 1 e 2 fortalecem a problemática. Depois você conclui o parágrafo.
Estude um pouco de orações, conjunções e vírgulas. só para clarear seus erros, ok?

ps: você leva muita cantada por seu nome lembrar o filé mignon? õ.Õ
No mais, obrigado pelo último feedback!

"O mais escandaloso dos escândalos &eac[…]

Redação ENEM 2021

Na obra utopia do escritor inglês Thomas Mor[…]

"O mais escandaloso dos escândalos &eac[…]

A despeito de todo progresso científico e h[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM