Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
  • Avatar do usuário
#61406
Analisar, interpretar e assimilar um texto parecem ser tarefas comuns no dia a dia de um cidadão até se notar que existem mais de 11 milhões de pessoas que não conseguem compreender, ler nem escrever no Brasil. Observando essa realidade, é possível perceber o quanto ela se contradiz se comparada à legislação, que promete educação a todos como um direito. Diante desse quadro, cabe-se expor e investigar os diversos fatores para esse número de iletrados ser tão excessivo no país, e oferecer soluções para esse cenário mudar.
Sob esse viés, se destaca a disparidade social presente no território entre as diferentes classes sociais e o seu impacto na permanência de jovens nas escolas. Essa desigualdade leva à evasão escolar, já que os estudantes de camadas sociais mais carentes são forçados a abandonarem seus estudos para manterem suas condições de vida, trabalhando durante a idade de aprendizado. Torna-se evidente, portanto, o quanto o desnivelamento da sociedade influencia o número de iletrados no país.
Ademais, o preconceito é um mal que precisa ser abordado se tratando desse tema. O termo “analfabeto” é utilizado até mesmo como uma ofensa pela maioria das pessoas. Assim, a perda de motivação para voltar a estudar e se tornar letrado persiste. Vários indivíduos da sociedade acabam não voltando a estudar após longos períodos por falta de incentivo e medo da intolerância e discriminação.
Diante do exposto, são necessárias medidas para resolver a problemática. O Governo Brasileiro, por meio do Ministério da Educação, deveriam desenvolver programas para a educação brasileira ser mais acessível a todos, introduzindo debates entre famílias e professores e novas técnicas eficazes de ensino que deem motivação aos estudantes para assim conseguirmos mudar a realidade, e diminuir o número de não-alfabetizados no país. Afinal, segundo o filósofo Epicteto, apenas a educação liberta.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Na série " as telefonistas ", em […]

Ashiley Oii, você poderia corrigir minh[…]

É de conhecimento geral que, a tradi&ccedi[…]

.Promulgada em 2014 , a Lei 12.965/2014 tem o obje[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM