• Avatar do usuário
#62649
Na Grécia Antiga, as peças teatrais atenienses eram restritas ao público masculino. Além disso, os papéis femininos eram protagonizados por homens, ou seja, a representatividade era nula. Nos dias atuais, é possível traçar um paralelo entre as mulheres de Atenas e as cientistas, haja vista que, embora elas existam, são inúmeras vezes "apagadas" diante do sexo masculino. Sob esse viés, é indispensável analisar como as influências -midiáticas e populares- corroboram para essa problemática e o consequente efeito dominó, com cada vez menos mulheres no ramo.
Nesse sentido, as mulheres, desde cedo, são aconselhados A seguirem carreiras que demandam menos tempo e popularmente conhecidas como femininas, tais como arte e cuidados com aparência ou domésticos. Em teoria, somente assim elas poderiam se comprometer com seus maridos e filhos. Além disso, é isso que elas assistem na TV todos os dias: mulheres cuidando de casa enquanto seus maridos fazem pesquisas que mudam o mundo. Em decorrência desse estereótipo, mulheres que optam por carreiras na ciência são imensamente julgadas e têm mais obstáculos do que caso fossem do sexo oposto.
Outrossim, de acordo com a pensadora francesa Simone de Beauvoir, "o mais escandaloso dos escândalos é que nos habituamos a eles", e é isso que acontece. As novas gerações, apesar de perceberem a falta de representatividade feminina na ciência, e que isso é inconcebível, estão tão acostumadas com isso que apenas seguem o que as é mostrado -e assim a problemática se alastra por mais uma geração.
Portanto, medidas cabíveis são necessárias para mitigar o problema. O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, a fim de aumentar a visibilidade feminina deve, em parceria com as mídias, promover propagandas em horários nobres, demonstrando que mulheres também podem ser pesquisadoras, além de incentivar em feira de ciências nas escolas, com jurados especializados e de ambos os sexos, demonstrando um ambiente científico com menos desigualdade de gênero. Somente assim, será possível que esse efeito dominó tenha fim.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Aqui está a minha análise da sua r[…]

Ficou espetacular! :) Muito obrigado!!

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM