Envie sua redação para correção!
Regras do fórum: ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
🚫 Postar a mesma redação mais de uma vez = ban (não avisarei mais) 🚫
🚫 Não coloque avisos como: "corrijam minha redação" na parte do tema 🚫
#40672
“O importante não é viver, mas viver bem.” Segundo Platão a qualidade de vida tem tamanha importância de modo que ultrapassa a própria existência, contudo, essa não é a realidade da população brasileira, que na atual conjuntura sofre com o tabagismo e suas complicações. Assim, sabendo que o uso do tabaco ocasiona uma série de disfunções crônicas e respiratórias, as quais, afetam dependentes e os que respiram passivamente, torna-se necessário a busca por caminhos para combatê-lo.

Primeiramente, ao longo dos séculos o tabaco foi um dos principais produtos de comercialização e exportação, dessa forma, com a chegada da década de 70 o ato de fumar era um costume normalizado. Por conseguinte, atualmente, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), nos últimos anos houve um crescimento alarmante de jovens entre 13 e 17 anos que adquiriram o vezo de fumar, o que é preocupante, pois quanto mais cedo desenvolve-se o vício, mais doenças pode ocasionar. Parafraseando Mahatma Gandhi, aquilo que se faz no presente determina o futuro, nesse sentido, a perpetuação dessa prática é um perigo para saúde da sociedade brasileira, e é de extrema importância buscar formas para combater a propagação dessa prática.

Outrossim, a partir da década de 40 instaurou-se em Hollywood a “Era de Ouro do Tabaco”, onde diversos filmes influenciavam o uso do cigarro, como se esse costume trouxesse glamour e representasse uma juventude moderna. Contudo, fora da realidade, a dependência não resulta em nada glamuroso, a nicotina, principal componente do tabaco, é viciante o que gera uma compulsão, além disso, o tratamento necessário não é acessível. Ademais, a fumaça inalada acarreta doenças respiratórias crônicas e o câncer pulmonar, logo, os indivíduos que respiram passivamente também podem ser afetados por essas enfermidades. Sendo assim, a vivência brasileira que sofre com a cultura do tabagismos, está distante daquela proposta por Platão.

Infere-se, portanto, a necessidade de uma tomada de medidas para aproximar essas realidades. O Ministério da Saúde juntamente com o Governo Federal, devem promover, através das mídias sociais, campanhas alertando sobre as consequências do uso do tabaco e como ele afeta a saúde, desse modo, a juventude brasileira entenderá os perigos desse hábito. Seguidamente, o Governo deve elaborar políticas públicas a fim de acessibilizar o tratamento a dependentes. Para que assim, a saúde da comunidade não sofra com o tabagismo e suas consequências, destarte, a realidade da população brasileira estará próxima daquela descrita por Platão.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: Redação ainda não pontuada

Segundo o sociólogo polonês Zygument[…]

O artigo sexto da Constituição Feder[…]

Logo mais te trago comentários. Obrigada […]

MatheusM33 , como já houve uma corre&cced[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM