• Avatar do usuário
#81524
De acordo com Zygmunt Bauman, as redes sociais são uma armadilha. Com base no pensamento desse sociológico, traz-se a questão do "cyberbullying", desafio nocivo a ser combatido no Brasil. Nesse esteira, urge que caminhos sejam propostos para minimizar a problemática, que acontece em virtude da ausência de compromisso governamental e da crueldade humana.
Sob essa perspectiva, é axiomático que, o governo brasileiro não é leal aos princípios estabelecidos historicamente. A exemplo disso, a Constituição Federal prevê a formação de uma sociedade justa, solidária e igualitária. Contudo, esse cenário apoteótico não ocorre na prática, já que, agressões no campo tecnológico são comumente ignoradas pela polícia e, principalmente pelos líderes da nação, deixando os usuários de bem da "internet" suscetíveis a ataques criminosos. Assim, fica evidente a necessidade de mudança para o pleno exercício da vida digna.
Outrossim, vale ressaltar a maldade do homem como mais uma causa desse óbice. Para Hannah Arendt, a antipatia do ser humano está inserida no seu cotidiano. Nesse contexto, muitas pessoas trazem consigo mágoas para o ambiente virtual, tanto por não haver prática efetiva das leis, quanto por considerarem agredir outras pessoas como forma de "pagamento" diante de seus acontecimentos vividos, sejam eles pessoais ou sociais. Logo, entende-se essa questão como uma "cólera" cuja resolução deve ser imediata.
Depreende-se, portanto, que ações são indispensáveis para mitigar o empecilho. Dessa forma, com o intuito de cumprir os valores constitucionais, a polícia deve fomentar os pais a denunciarem casos de "cyberbullying" por meio de campanhas semanais nos grandes meios de comunicação. Tal ação, pode, ainda, acontecem no formato de desenhos animados para que as crianças, vista a sua fragilidade de entendimento, possam crescer cientes dos efeitos desse problema e a importância de filtrar certos conteúdos e diminuir o tempo de uso do celular. Ademais, os agressores precisam passar por atendimento psiquiátrico de modo a manter a essência dos direitos humanos. Em vista disso, tornar-se-á possível a construção de uma sociedade permeada pela efetivação dos elementos elencados na Magna Carta.
Competência 1

Demonstrar domínio da norma da língua escrita.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 1, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante demonstra bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa e de escolha de registro, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita, ou seja, apresenta um texto com boa estrutura sintática, com poucos desvios de pontuação, de grafia e de emprego do registro exigido.

Competência 2

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 2, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante desenvolve o tema por meio de argumentação consistente, a partir de um repertório sociocultural produtivo e apresenta excelente domínio do texto dissertativo-argumentativo, ou seja, em seu texto, o tema é desenvolvido de modo consistente e autoral, por meio do acesso a outras áreas do conhecimento, com progressão fluente e articulada ao projeto do texto.

Competência 3

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Sua nota nessa competência foi: 200

Você atingiu aproximadamente 100% da pontuação prevista para a Competência 3, atendendo aos critérios definidos a seguir. Em defesa de um ponto de vista, o texto apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, ou seja, os argumentos selecionados estão organizados e relacionados de forma consistente com o ponto de vista defendido e com o tema proposto, configurando-se independência de pensamento e autoria.

Competência 4

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 4, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante articula as partes do texto com poucas inadequações e apresenta repertório diversificado de recursos coesivos.

Competência 5

Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Sua nota nessa competência foi: 160

Você atingiu aproximadamente 80% da pontuação prevista para a Competência 5, atendendo aos critérios definidos a seguir. O participante elabora bem proposta de intervenção relacionada ao tema, decorrente da discussão desenvolvida no texto, articulada e abrangente, ainda que sem suficiente detalhamento.

A despeito de todo progresso científico e h[…]

O caso da xenófoba no brasil

A xenofobia é um problema não so loc[…]

De acordo com a Declaração Universal[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Novo aplicativo de correção gratuita para redação ENEM